Tamanho do texto

Segundo o primeiro levantamento feito a respeito do 2º turno das eleições, 'migração' das intenções de voto seguiu o posicionamento dos candidatos

Datafolha apontou a transferência de votos agora no 2º turno, agora que sobrou os candidatos Bolsonaro e Haddad
iG Arte/Agência Brasil
Datafolha apontou a transferência de votos agora no 2º turno, agora que sobrou os candidatos Bolsonaro e Haddad

Além das intenções de voto nos candidatos Jair Bolsonaro (PSL) e Fernando Haddad (PT) no segundo turno das eleições 2018 , o instituto Datafolha apontou como vai a transferência de votos, ou seja, em quem pretendem votar agora os eleitores que, no primeiro turno, votaram nos então candidatos Ciro Gomes (PDT), Geraldo Alckmin (PSDB), João Amoêdo (Novo) e Marina Silva (Rede). 

De acordo com a pesquisa, divulgada na noite desta quarta-feira (10), essa transferência de votos seguiu, pelo menos em parte, os posicionamentos já assumidos pelos ex-presidenciáveis nesse segundo turno. Ou seja, a maioria dos eleitores que votaram em Alckmin decidiu, assim como o tucano, apoiar Bolsonaro no segundo turno. E o mesmo aconteceu com os eleitores de Ciro, que agora estão – em sua maior parte – declarando voto em Haddad. 

Segundo os dados do Datafolha, pretendem votar em Bolsonaro 42% dos eleitores do candidato tucano e 49% dos eleitores de Amoêdo. Por outro lado, 58% dos eleitores de Ciro já estão com Haddad no segundo turno, assim como 37% dos eleitores de Marina. 

Marina Silva não chegou a declarar apoio ao candidato petista, mas o seu partido divulgou, na manhã desta quinta-feira (11), um comunicado em que declara repúdio a Bolsonaro , pedindo que nenhum voto antes destinado ao partido fosse para o candidato do PSL. 

Veja detalhes sobre a transferência de votos segundo o Datafolha

Veja em quem pretendem votar os eleitores que, no primeiro turno, declararam voto aos candidatos Ciro, Alckmin, Marina e Amoêdo
iG Arte
Veja em quem pretendem votar os eleitores que, no primeiro turno, declararam voto aos candidatos Ciro, Alckmin, Marina e Amoêdo

Segundo o Datafolha, 49% das intenções de voto dos eleitores neste segundo turno estão com Bolsonaro. Com Haddad, são 36%. Por enquanto, 8% dos eleitores declarou voto em branco ou nulo, enquanto 6% não sabe o que fazer no dia 28 de outubro ainda.

Dos que já havia votado em Bolsonaro no primeiro turno, 97% permaneceram com o mesmo posicionamento, enquanto 2% decidiu votar em Haddad agora. Por sua vez, 1% não sabe o que fazer e a porcentagem de votos em branco ou nulos não chegou a pontuar.

Dos eleitores que votaram em Haddad no último dia 7, 90% continua com a mesma opinião, 4% decidiu votar em Bolsonaro e 1% pretende votar em branco ou nulo agora, enquanto que 5% ainda não decidiu o que fazer.

Entre aqueles que votaram em Ciro, o terceiro lugar no primeiro turno, 58% vai de Haddad, 19% de Bolsonaro e 15% vai de voto em branco ou nulo; 8% está indeciso.

Dos votos que foram para Alckmin no primeiro turno, 30% vão para Haddad agora, enquanto 42% vão para o candidato do PSL. Dos votos a Amoêdo, 49% vão a Bolsonaro e 18% para Haddad. Marina terá 37% do seu eleitorado apoiando Haddad e 18% apoiando Bolsonaro.

Leia também: Haddad diz que está disposto a ir 'até enfermaria' para debater com Bolsonaro

A pesquisa Datafolha que mostra a transferência de votos foi encomendada pelo jornal Folha de S.Paulo e a TV Globo . O instituto ouviu 3.235 eleitores nesta quarta-feira (10) em 227 municípios. A margem de erro é de dois pontos percentuais para mais ou para menos e o nível de confiança é de 95%. A pesquisa está registrada no Tribunal Superior Eleitoral (TSE) sob o número BR-00214/2018.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.