Tamanho do texto

Número representa 0,33% dos equipamentos espalhados pelo País; na zona leste de São Paulo, eleitora precisou de quatro tentativas para votar para presidente após equipamento sugerir voto nulo mesmo com número correto

Só 0,06% das urnas eletrônicas tiveram problemas e precisaram ser substituídas em duas horas de votação, diz TSE
Tânia Rego/Agência Brasil - 26.10.2014
Só 0,06% das urnas eletrônicas tiveram problemas e precisaram ser substituídas em duas horas de votação, diz TSE

A Justiça Eleitoral teve que substituir 1.695 urnas eletrônicas em todo o País neste domingo (7), de acordo com o último boletim divulgado pelo Tribunal Superior Eleitoral (TSE). Segundo o tribunal, o número representa 0,33% do total de 454,4 mil urnas utilizadas no pleito deste ano. O munícipio de Três Coras, no Rio Grande do Sul, precidou utilizar a votação manual.

Leia também: Haddad confia em 2º turno e diz que será "bom para comparação entre projetos"

Os estados que tiveram o maior número de urnas com defeito foram Minas Gerais (438), Pernambuco (192) e São Paulo (163).  A Justiça Eleitoral também registrou prisão de seis candidatos . Ao todo foram registradas 183 ocorrências de irregularidades (como transporte de eleitores e boca de urna).

Em São Paulo, a eleitora Flávia Denone relatou que teve problemas ao tentar votar para presidente. Segundo conta, a urna indicava voto nulo apesar de o número digitado ser exatamente o de seu candidato de preferência.

"Na hora de computar meu voto para presidente, por trêz vezes eu digitava o número correto do meu candidato e a urna dizia que eu estava votando nulo. Aí eu alertei os mesários, passaram-se dois minutos aí eu tentei de novo e computaram o meu voto", conta Flávia, que vota em uma escola na Vila Formosa, zona leste da capital paulista. 

Leia também: Pode beber em público? Saiba que estados têm Lei Seca nas eleições deste domingo

A votação será encerrada às 17h, conforme horário local de cada região. Ao todo, são mais de 147,3 milhões de brasileiros aptos a escolher o presidente da República, os governadores de 26 estados e do Distrito Federal, 54 senadores, 513 deputados federais, 1.035 deputados estaduais e 24 deputados distritais.

A votação já foi encerrada para eleitores brasileiros de 18 países. Até as 10h, no horário de Brasília, puderam depositar seus votos nas urnas eletrônicas os brasileiros que estão na Nova Zelândia, Austrália, China, Cingapura, Coreia do Sul , Emirados Árabes Unidos, Filipinas, Hong Kong, Índia, Indonésia, Japão, Malásia, Nepal,  Omã, Tailândia, Taiwan, Timor-Leste e Vietnam. 

Leia também: Haddad confia em 2º turno e diz que será "bom para comparação entre projetos"

*Com informações da Agência Brasil