Tamanho do texto

Para tucano, a 'democracia está funcionando' e, por isso, não se deve discutir depois da apuração dos votos: "ganhou ganhou, perdeu perdeu", concluiu

Ex-presidente FHC afirmou que, no pleito deste ano, o resultado das eleições não deve ser contestado
Agência Brasil
Ex-presidente FHC afirmou que, no pleito deste ano, o resultado das eleições não deve ser contestado

O ex-presidente da República Fernando Henrique Cardoso (FHC), do PSDB, votou pouco depois das 8h no centro da capital paulista. Um dos primeiros a chegar no Colégio Sion, no bairro de Higienópolis, FHC afirmou aos jornalistas que o entrevistaram após o voto que o resultado das eleições 2018 não deve ser contestado. 

Leia também: Eleições 2018: mais de 147 milhões vão às urnas hoje pelo futuro do País

"O importante é que a democracia está funcionando. Isso é muito importante. Não discutir: ganhou ganhou, perdeu perdeu. Não tem que haver discussão", disse FHC à imprensa. A declaração do ex-presidente tucano vem à tona exatos quatro anos depois do pleito entre Dilma Rousseff e Aécio Neves que, em 2014, teve o resultado das eleições contestado pelo seu partido.

FHC demorou menos de um minuto para votar e estava cercado por simpatizantes. Apesar da declaração ter seu viés polêmico, o candidato não foi confrontado pelos jornalistas e rapidamente se despediu da imprensa. 

Ainda na entrevista após o voto, FHC foi questionado a respeito da polarização ao qual o País vem sendo submetido com as candidatura de extrema direita e de extrema esquerda, com os candidatos Jair Bolsonaro (PSL) e Fernando Haddad (PT) na liderança da corrida eleitoral.

Leia também: Temer vota em SP e prega harmonia: 'Não pode haver brasileiro contra brasileiro'

"Acho que a democracia está enraizada. Você tem a imprensa livre, você tem o Congresso funcionando. As pessoas aprendem que tem que renovar. Votar com liberdade. Tentativa [de ir contra a democracia ]? Gente que não é democrática está para todo lado. Agora o problema disso é conseguir com que isso prevaleça. Eu não acredito", afirmou FHC.

Questionado a respeito do seu posicionamento no segundo turno, o tucano afirmou que não vai se posicionar até que um segundo turno seja confirmado.

Resultado das eleições de 2014 foi contestado

Aécio Neves e FHC durante a Convenção Nacional do PSDB; hoje, ex-presidente nega contestação de resultados das eleições
Facebook Oficial de Aécio Neves
Aécio Neves e FHC durante a Convenção Nacional do PSDB; hoje, ex-presidente nega contestação de resultados das eleições

Nas últimas eleições, ao final do segundo turno, o PSDB pediu ao Tribunal Superior Eleitoral (TSE) uma auditoria para verificar a "lisura" da eleição presidencial. Esse pedido foi apresentado ao tribunal pela coordenação da campanha do candidato derrotado Aécio Neves (PSDB-MG).

Leia também: Bolsonaro, Haddad e Ciro já votaram; acompanhe os votos dos presidenciáveis

Além de contestar o resultado das eleições , o pedido sugeria a criação de uma comissão com representantes do tribunal e de partidos para verificar o sistema que apura e faz a contagem dos votos.