Tamanho do texto

Ex-governador votou nesta manhã em Fortaleza e afirmou que Haddad está no "impedimento"; "vou unir o povo brasileiro", disse o candidato do PDT

Ciro Gomes está em terceiro lugar nas pesquisas de intenções de voto divulgadas no sábado (6)
Heloisa Cristaldo/Agência Brasil
Ciro Gomes está em terceiro lugar nas pesquisas de intenções de voto divulgadas no sábado (6)

O candidato à Presidência da República, Ciro Gomes (PDT), votou neste domingo (7) pela manhã em Fortaleza. Na chegada à zona eleitoral, Ciro foi recebido por sua neta Maria Clara e disse estar confiante de ir ao segundo turno das eleições .

"Estou dizendo para vocês que (o segundo turno) vai ser diferente. Vou unir o povo brasileiro se eu passar ao segundo turno, como eu estou pedindo a chance ao brasileiro. Estou pedindo a bola, me deslocando, estou na área e o [Fenando] Haddad está no impedimento. Se passar para mim, faço o gol", disse Ciro Gomes .

Em pesquisa divulgada neste sábado (6) pelo Instituto Datafolha, o candidato aparece em terceiro lugar com 15% das intenções de votos válidos, atrás de Jair Bolsonaro (40%) e Haddad (25%).

Leia também: Eleitores enfrentam problemas para votar, e presidente do STF evita 'furar fila'

"Vou no segundo turno fazer uma campanha diferente de todas as que o Brasil já assistiu, porque se eu chego ao segundo turno é porque o povo brasileiro decidiu derrotar os poderosos do baronsto financeiro, banqueiros, dos partidos políticos tradicionais, da roubalheira, da concentração de mídia e portanto é uma revolução que o povo brasileiro está pedindo", afirmou. "O que eu vou fazer é uma revolução no Brasil", completou.

"Essa hipótese (ficar fora do segundo turno) não está nas minhas considerações. Não dá pra dizer (qual será o resultado final) porque é imenso o movimento que está acontecendo, não estou falando para agradar nem pra ajudar voto nenhum, é imenso mesmo o movimento. Posso perder por um tiquinho de nada ou ganhar por um montão. Não dá pra saber porque o povo brasileiro está em revolução neste momento", afirmou.

Questionado sobre  a confiança de Bolsonaro de vencer no primeiro turno , Ciro chamou o candidato do PSL de despreparado. "Os arrogantes e despreparados sempre se revelam nas horas de maior emoção, e quando uma pessoa já no dia da eleição se afirma vitoriosa, é porque dispensa o voto das pessoas", disse.

"Eu quero o voto e peço com humildade de cada brasileiro e de cada brasisleira para ter uma chance de representar os brasileiros decentes, equilibrados, os brasileiros que detestam a intolerância, que detestam a falta de respeito às mulheres, aos negros, ao quilombolas, os indigenas, ao meio ambiente, e eu quero, portanto, unir o Brasil", afirmou Ciro Gomes .