Tamanho do texto

Candidato do PSL se recupera bem após a facada tomada em Juiz de Fora, mas médicos afirmam que ele não poderia falar por mais de 15 minutos

Filhos e a mulher de Bolsonaro também eram contra a participação do candidato Jair Bolsonaro no debate da Globo
Fabio Rodrigues Pozzebom/Agência Brasil
Filhos e a mulher de Bolsonaro também eram contra a participação do candidato Jair Bolsonaro no debate da Globo

Após ser submetido a uma avaliação médica na manhã desta quarta-feira (3), o candidato à Presidência da República, Jair Bolsonaro, decidiu que não vai participar do último encontro entre os presidenciáveis antes do primeiro turno das eleições de 2018, o debate da Globo . O confronto está marcado para a próxima quinta-feira, às 22h05. 

Leia também: Ciro Gomes diz que atos contra Bolsonaro foram "grosseiro erro"; Boulos rebate

Em sua página no Twitter, Bolsonaro publicou um vídeo que mostra seus médicos falando com jornalistas a respeito da liberação ou não do candidato para o debate da Globo . Na gravação, o cirurgião Antonio Luiz de Vasconcellos Macedo, que cuidou de Bolsonaro no Hospital Albert Einstein, em São Paulo, estava saindo da casa do presidenciável no Rio de Janeiro.

O médico avaliou como negativa a participação do candidato no debate pelo nível de estresse que poderia ter reflexos no seu quadro de saúde. Além disso, segundo ele, apesar de estar se recuperando bem do ataque que o levou ao hospital, Bolsonaro ainda não tem condições de falar por mais de 15 minutos seguidos.

Leia também: PT ataca Bolsonaro na reta final da campanha após candidato crescer em pesquisas

"Podemos observar que a recuperação dele está indo muito bem [...] mas depois da nossa avaliação com ele, nós contraindicamos a sua participação em debates ou em qualquer atividade que pudesse cansá-lo", disse o médico. "Ele ainda não tem condições de ficar por mais de 10 ou 15 minutos em discussão ou em uma atividade que exija esforço físico", afirmou.

Os filhos e a mulher do candidato do PSL também eram contra a sua participação no confronto. Para os médicos, o candidato deve demorar ainda mais uns sete ou dez dias para ficar totalmente recuperado. Com isso, espera-se que, num eventual segundo turno, o candidato possa voltar a sua campanha e aos debates.

Leia também: Ás vésperas da eleição 2018, líderes têm mais rejeição que intenções de voto

Apesar de não ir ao debate da Globo , Bolsonaro está bem politicamente. Isso porque, nas últimas pesquisas, foram registrados aumentos de sua vantagem em relação ao segundo colocado nas intenções de voto, o candidato Fernando Haddad (PT). Com essa posição no ranking dos presidenciáveis, sua equipe entendeu também que seria dispensável sua participação no encontro de quinta-feira.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.