Ciro Gomes (PDT) tem elevado o tom das críticas ao PT e a Bolsonaro na reta final do primeiro turno
Divulgação/PDT
Ciro Gomes (PDT) tem elevado o tom das críticas ao PT e a Bolsonaro na reta final do primeiro turno

Faltando duas semanas para as eleições, resta a Ciro Gomes (PDT) investir no papel de terceira via no pleito presidencial. Para tanto, o candidato vem intensificando os ataques a Jair Bolsonaro e ao PT, ambicionando, assim, atingir a parcela do eleitorado que não quer um segundo turno entre os dois polos.

Leia também: Ciro Gomes critica Mourão e diz que sai da política se Bolsonaro vencer

O tom foi mais duro em relação à Bolsonaro, que Ciro comparou Hitler em caminhada no Rio de Janeiro.

" Hitler  acabou ascendendo ao poder pela linha da democracia fragilizada, porque o Tratado de Versalhes tinha sufocado a Alemanha de um jeito tal que o povo alemão estava muito revoltado. Revolta e ódio sempre foram maus conselheiros", disse o pedetista.

As críticas se estenderam também ao general Hamilton Mourão, vice na chapa do PSL. "Um candidato que tem um vice que é profissional da violência, um candidato que fala em Deus toda hora e ao mesmo tempo faz apologia à morte (...) Tem gente ganhando muito dinheiro com essa propaganda imbecil de arma casada com pesquisa", disse.

Você viu?

Leia também: Para economista de Ciro Gomes, PEC do teto de gastos é “mera embromação”

O candidato não aliviou, também, para o PT, partido do qual foi aliado por muitos anos. "De um lado, o fascista . Do outro lado, o PT, que fez muita coisa pelo Brasil, mas depois se acostumou com o poder e passou a roubar de forma absolutamente vergonhosa", declarou.

"É preciso mudar, denunciar isso que nos divide e unir o Brasil que produz, que trabalha, unir o Brasil decente", concluiu.

Nas últimas pesquisa eleitorais, o candidato do PDT vem ocupando a terceira posição entre os eleitores. Com 13% no levantamento mais recente do Datafolha, a campanha do pedetista acredita que ainda há margem para uma reviravolta.

Ciro vem investindo discurso de que ele é quem melhor chances teria de derrotar Bolsonaro no segundo turno. As pesquisas chancelam a estratégia: o candidato vem à frente do capitão reformado na maior parte dos levantamentos realizados até o momento.

Leia também: Ciro ataca Mourão e explica confusão em Boa Vista: "Não tenho sangue de barata"

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários