Tamanho do texto

Pesquisa foi encomendada pelo jornal Folha de São Paulo e divulgada neste domingo (10); Em cenário sem Lula, Bolsonaro aparece como o favorito

Preso em abril por lavagem de dinheiro, ex-presidente Lula segue em primeiro lugar na pesquisa Datafolha
TVT/ Reprodução
Preso em abril por lavagem de dinheiro, ex-presidente Lula segue em primeiro lugar na pesquisa Datafolha

O Instituto Datafolha divulgou, nas primeiras horas deste domingo (10), uma pesquisa com indíces de intenção de voto para as eleições de 2018. Preso desde o dia 7 de abril por lavegem de dinheiro, o ex-presidente Luis Inácio Lula da Silva, do PT, aparece com 30% das intenções de voto. Jair Bolsonaro (PSL) é o segundo com 17% e Marina Silva (Rede) aparece na terceira colocação com 10%. 

Leia também: Papéis comprovam que mulher de Lima pagou obra para filha de Temer

A pesquisa também chamou a atenção pelo número de pessoas que se declararam sem candidato. Ao todo, 21% dos entrevistados disseram que vão votar em branco, nulo ou que estão indecisos. O insituto entrevistou 2.824 pessoas em 174 municípios. A margem de erro é de 2 pontos percentuais para mais ou para menos.

Veja os índices de cada candidato

  • Lula (PT): 30%
  • Jair Bolsonaro (PSL): 17%
  • Marina Silva (Rede): 10%
  • Geraldo Alckmin (PSDB): 6%
  • Ciro Gomes (PDT): 6%
  • Alvaro Dias (Podemos): 4%
  • Manuela D'Ávila (PC do B): oscila entre 1% e 2%
  • Rodrigo Maia (DEM): oscila entre 1% e 2%
  • Aldo Rebelo (SDD): oscila entre 0% e 1%
  • Fernando Collor de Mello (PTC): oscila entre 0% e 1%
  • Flávio Rocha (PRB): oscila entre 0% e 1%
  • Guilherme Afif Domingos (PSD): oscila entre 0% e 1%
  • Guilherme Boulos (PSOL): oscila entre 0% e 1%
  • Henrique Meirelles (MDB): oscila entre 0% e 1%
  • João Amoêdo (Novo): oscila entre 0% e 1%
  • João Goulart Filho (PPL): oscila entre 0% e 1%
  • Josué Alencar (PR): oscila entre 0% e 1%
  • Levy Fidelix (PRTB): oscila entre 0% e 1%
  • Paulo Rabello de Castro (PSC): não alcança 1% em nenhum cenário
  • Sem candidato: 21%

Nos cenários de segundo turno, Lula também venceria seus três principais adversários. 49% contra 32% de Bolsonaro, 49% contra 27% em disputa com Alckmin e 46% contra 31% em embate com Marina Silva.

Cenário sem Lula

Impedido de disputar as eleições pela lei da Ficha Limpa, Lula procura meios de garantir sua participação no pleito. Neste sábado (9), o  PT lançou oficialmente a candidatura do ex-presidente.  A participação do petista nas eleições de 2018 é pouco provável, de acordo com juristas.

A pesquisa simulou situações sem a presença de Lula. Nesse caso, Jair Bolsonaro aparece na liderança com 19% dos votos, contra 15% de Marina Silva. Ciro Gomes, com 10% e Geraldo Alckmin, com 7%, ficam logo atrás. Possíveis substitutos de Lula, os petistas Fernando Haddad e Jaques Wagner alcaçaram apenas 1% nas pesquisas.  Neste caso, o número de pessoas sem candidato aumenta para 33%.

Nas simulações de segundo turno, o candidato do PSL perde força, ficando com índices menores que Marina Silva (42% a 32%) e Ciro Gomes (36% a 34%) e empatando com Geraldo Alckmin (33% para cada um). 

A candidata da Rede, por sua vez, venceria todos os adversários em um possível segundo turno sem a presença de Lula.

Índices sem a presença de Lula

  • Jair Bolsonaro (PSL): 19%
  • Marina Silva (Rede): 15%
  • Ciro Gomes (PDT): 10%
  • Geraldo Alckmin (PSDB): 7%
  • Alvaro Dias (Podemos): 4%
  • Fernando Haddad (PT): 1%
  • Sem candidato: 33%

Índice de rejeição de Temer aumenta

Além das intenções de voto, a  pesquisa Datafolha também sobre o governo de Michel Temer. Apenas 3% dos entrevistados consideram a gestão ótima ou boa, enquanto 14% consideram regular. 83% dos entrevistados classificaram o governo de Temer como ruim ou péssimo. O índice de rejeição do presidente aumentou em 12% desde o último levantamento

    Leia tudo sobre: Lula
    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.