Tamanho do texto

“Manifesto de Lula ao povo brasileiro” foi lido por Dilma Rousseff; ato aconteceu em Contagem, na região metropolitana de Belo Horizonte

No lançamento da candidatura do ex-presidente, Dilma Rousseff leu o
Ricardo Stuckert/Instituto Lula - 31.5.18
No lançamento da candidatura do ex-presidente, Dilma Rousseff leu o "manifesto de Lula ao povo brasileiro"

O Partido dos Trabalhadores (PT) lançou oficialmente, na noite de sexta-feira (8), a pré-candidatura do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva à Presidência da República. O ato aconteceu em um hotel em Contagem, cidade com alta concentração de indústrias e histórico de atuação de sindicalistas na região metropolitana de Belo Horizonte.

Leia também: Papéis comprovam que mulher de Lima pagou obra para filha de Temer

Aproximadamente duas mil pessoas participaram do evento, entre elas a presidente nacional do PT , senadora Gleisi Hoffmann, o ex-prefeito e coordenador do programa de governo de Lula , Fernando Haddad , governadores e parlamentares da legenda.

Durante o evento, a ex-presidente Dilma Rousseff leu uma carta escrita por Lula, o “Manifesto ao Povo Brasileiro”. Preso há dois meses em Curitiba, Lula pode ser enquadrado na Lei da Ficha Limpa, o que inviabilizaria sua candidatura à presidência. No entanto, o ex-presidente lidera nas pesquisas de intenção de voto.

Leia também: Papéis comprovam que mulher de Lima pagou obra para filha de Temer

“Há dois meses estou preso, injustamente, sem ter cometido crime nenhum”, escreveu Lula no manifesto lido por Dilma, que prossegue: “fui privado de conviver diariamente com meus filhos e minha filha, meus netos e netas, minha bisneta, meus amigos e companheiros. Mas não tenho dúvida de que me puseram aqui para me impedir de conviver com minha grande família: o povo brasileiro”. 

Após fazer a crítica de sua prisão, o ex-presidente Lula lamenta a situação de crise da economia e política brasileira e se coloca como alternativa na corrida presidencial de outubro.

“Tenho certeza que podemos reconstruir este País e voltar a sonhar com uma grande nação. Isso é o que me anima a seguir lutando (...) assumo esta missão porque tenho uma grande responsabilidade com o Brasil e porque os brasileiros têm o direito de votar livremente num projeto de país mais solidário, mais justo e soberano, perseverando no projeto de integração latino-americana.”

Confiante, o ex-presidente Lula conclui o comunicado afirmando que seu reencontro com os eleitores “só não ocorrerá se a vida me faltar”.

* Com informações da Agência Brasil

Leia também: Em um dia, PT arrecada mais de R$ 37 mil em 'vaquinha' para campanha de Lula

    Leia tudo sobre: lula
    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.