Tamanho do texto

Essa foi a primeira vez que o prefeito da capital paulista disse publicamente que considera a hipótese; Doria concorreria caso fosse escolhido em prévias

João Doria admitiu publicamente pela primeira vez que pode concorrer à Presidência da República em 2018
Reprodução/Facebook
João Doria admitiu publicamente pela primeira vez que pode concorrer à Presidência da República em 2018

Nesta terça-feira (16), o prefeito de São Paulo, João Doria (PSDB), admitiu publicamente pela primeira vez que pode concorrer à Presidência da República em 2018 caso seja escolhido nas prévias de seu partido para disputar o cargo. 

Leia também: Cotado para 2018, João Doria afirma que Lula "é o maior cara de pau do Brasil"

"Respeitando a democracia, por que não?", respondeu Doria à agência Bloomberg , quando questionado sobre sua possível candidatura à Presidência no ano que vem, se essa fosse uma escolha do partido tucano.

A declaração foi dada em entrevista exclusiva à agência,  que falou com o político em Nova York, onde ele cumpre agenda de encontros e palestras.

Mais tarde, a assessoria do prefeito, no entanto, enfatizou que o tucano deu a declaração quando defendia que a candidatura à Presidência fosse realizada por meio de prévias. Além disso, segundo a assessoria, o prefeito paulistano "fez uma defesa enfática do nome do Geraldo [Alckmin]" para o cargo.

Mandato na prefeitura

Antes disso, o tucano já havia afirmado diversas vezes que não deixaria a Prefeitura de São Paulo para concorrer a cargo algum.

Nesta terça, disse novamente que o pré-candidato do PSDB à Presidência é seu padrinho político, o governador de São Paulo, Geraldo Alckmin . Em outro momento, porém, comentou que o candidato do partido será "aquele que tiver melhor posição perante à opinião pública".

Leia também: Alckmin e Doria anunciam que ensino estadual e municipal serão integrados em SP

"Fui eleito prefeito de São Paulo e tenho que me concentrar nisso", afirmou ainda nesta semana o tucano ao jornal Financial Times , que também publicou reportagem com ele na última terça (16).

O prefeito de São Paulo viajou a Nova York na última sexta-feira (12), para divulgar os principais projetos em andamento na capital paulista a investidores, com o objetivo de atrair novas parcerias para a cidade. Na noite dessa terça, ele recebeu o prêmio “Person Of The Year”, concedido pela Brazilian American Chamber of Commerce.

Leia também: Acordem mais cedo, vagabundos, diz Doria após tentativa de bloqueio à prefeitura

Em viagem ao lado de Doria em Nova York, Alckmin afirmou estar preparado para ocupar o cargo de Presidente da República no Brasil e ressaltou ter "vontade, agenda, projeto, aliança e conhecimento" para isso. 

* Com informações da Agência Ansa.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.