Tamanho do texto

Defesa de Lula afirma que o ex-presidente demonstrou sua inocência e que ele não está sendo julgado por tríplex, mas pela época em que foi presidente

Depoimento de Lula ao juiz federal Sérgio Moro durou quase cinco horas
Reprodução
Depoimento de Lula ao juiz federal Sérgio Moro durou quase cinco horas

Após mais de cinco horas de depoimento ao juiz Sérgio Moro , a defesa do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva falou aos jornalistas e defendeu o petista. Segundo os advogados, Lula esclareceu que não é dono do tríplex no Guarujá e demonstrou que é inocente e que não sabia das atividades ilegais envolvendo a Petrobras. Além disso, a defesa do ex-presidente afirmou que ele não está sendo julgado por conta do tríplex, mas por motivos políticos.

Leia também: Após depoimento, Lula diz que quer ser julgado pelo "povo brasileiro"

O aguardado depoimento do ex-presidente, que o colocou frente a frente com o juiz Sérgio Moro durou mais de cinco horas. Além da posse do tríplex do Guarujá, o ex-presidente também respondeu sobre reuniões com empreiteiros e sobre a corrupção na Petrobras. Após a audiência, a defesa do ex-presidente convocou uma coletiva para falar sobre o depoimento.

"Meu cliente demonstrou claro a sua inocência e mostrou também que não teve conhecimento e nunca participou de qualquer ato ilícito relacionado à Petrobras", afirmou Cristiano Zanin Martins, um dos advogados do ex-presidente, que reclamou das atitudes do juiz Moro, que teria feito perguntas que fugiram ao tema da audiência.

O advogado foi mais longe, e chegou a acusar a Justiça de perseguição política ao ex-presidente. "Ficou claro também que o ex-presidente está sendo julgado não pelo tríplex do Guarujá e sim por sua passagem pela Presidência da República", disse Martins.

Quem também falou foi o advogado José Roberto Batochio, que também faz parte da defesa de Lula. Ele também atacou Moro e questionou a decisão da Justiça de escolher o magistrado para julgar o ex-presidente. "Vamos questionar isso e lembramos que decisões em um foro incompetente. São nulas", afirmou.

Leia também:  Depoimento de Lula a Moro vira piada na internet; veja memes

Além do processo sobre o triplex no Guarujá, Lula ainda é réu em outras duas ações da Lava Jato. Uma referente a uma tentativa de obstrução de justiça no caso de Nestor Cerveró e a outra referente a um terreno do Instituto Lula. Além disso, o ex-presidente foi citado em diversas delações das empreiteiras Odebrecht e OAS.

    Leia tudo sobre: Lula
    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.