Tamanho do texto

Durante depoimento ao juiz Sérgio Moro, Lula diz que nunca teve intenção de adquirir o tríplex; MPF o acusa de ter recebido imóvel como propina

Depoimento de Lula ao juiz federal Sérgio Moro durou quase cinco horas; petista negou ser dono do imóvel
Reprodução
Depoimento de Lula ao juiz federal Sérgio Moro durou quase cinco horas; petista negou ser dono do imóvel

O ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva negou, nesta quarta-feira (10), durante depoimento ao juiz Sérgio Moro, que teria ocultado ser dono do tríplex no Guarujá, localizado no litoral paulista.

Leia também: Após depoimento, Lula diz que quer ser julgado pelo "povo brasileiro"

O depoimento de Lula durou cerca de cinco horas por conta da acusação do Ministério Público Federal (MPF) de que ele teria recebido o imóvel como parte da propina da OAS, envolvida com a Petrobras.

Nos vídeos liberados pela Justiça, é possível ver o petista afirmando que nunca teve a intenção de adquirir o tríplex. "Eu não solicitei, não recebi, não paguei nenhum tríplex. Não tenho", disse ele a Moro.

No entanto, ele confirmou que já havia estado no local porque, segundo ele, a OAS tinha intenção de vender o imóvel para membros de sua família, mas negou ter orientado reformas no imóvel. “Eu não orientei. O que eu sei que, no dia que eu fui, houve muitos defeitos mostrados no prédio, defeitos de escada, defeitos de cozinha...”, disse ele.

O membro do PT contou que a ex-primeira-dama Marisa Letícia havia comprado uma cota da Cooperativa Habitacional dos Bancários (Bancoop) - que era dona do prédio - de um apartamento simples.

Leia também: Depoimento de Lula a Moro vira piada na internet; veja memes

Durante o depoimento, o ex-presidente chegou a questionar as investigações, afirmando que o MPF “deve ter pelo menos algum documento que prova o direito jurídico de propriedade para poder dizer que é meu apartamento”, declarou.

Ao ser questionado por Moro sobre um documento apreendido na casa do petista que se tratava da adesão de um duplex, que depois se tornou tríplex, mas sem a assinatura, o político responde: então não está assinado, doutor. Talvez que acusa saiba como foi parar lá. Eu não sei como está um documento lá em casa, sem adesão de 2004, quando a minha mulher comprou o apartamento [da Bancoop] em 2005”.


Lula discursa para militantes

Após interrogatório, Lula foi recebido por militantes petistas na praça Santos Andrade, no centro de Curitiba. Durante discurso, ele garantiu ser inocente no processo que envolve o tríplex.

O discurso foi marcado por críticas à Justiça e seus opositores. O ex-presidente também falou sobre ter sido negado o pedido de gravação e transmissão ao vivo das declarações.

"Minha mãe nasceu e morreu analfabeta. Mas ela dizia que a gente conhece quando alguém está falando a verdade não pela boca, mas pelos olhos. eu queria que vissem os olhos de quem estava perguntando e de quem estava respondendo”, afirmou Lula, que é réu por corrupção passiva e lavagem de dinheiro.

Leia também: Em dia de 'embate Lula x Moro', Temer diz que país deve "eliminar raivosidade"

    Leia tudo sobre: Lula
    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.