Declarações do presidente da República foram feitas, porém, em meio a uma mesa majoritariamente masculina
Reprodução/NBR
Declarações do presidente da República foram feitas, porém, em meio a uma mesa majoritariamente masculina

Criticado pela oposição devido à pouca participação feminina em seu governo, o presidente da República Michel Temer (PMDB) parabenizou, nesta terça-feira (7), as mulheres pela proximidade do Dia Internacional da Mulher, que será celebrado nesta quarta-feira (8), falando que seu "compromisso com a promoção dos direitos da mulher já é antigo".

Leia também: 'Pega e estupra': fuzileiros navais compartilham fotos de colegas nuas na web

A declaração do presidente da República foi feita, porém, em meio a uma mesa majoritariamente masculina, no início da 46ª reunião do Conselho do Desenvolvimento Social, o Conselhão, no Palácio do Planalto.

O discurso de Temer começou logo após a exibição de um vídeo em homenagem às mulheres. Em sua fala, o presidente anunciou que a participação das mulheres no conselho foi elevada em 70% nessa edição do encontro.

Temer ocupou a cadeira central da mesa, ao lado do presidente da Câmara dos Deputados, Rodrigo Maia, e do presidente do Senado, Eunicio Oliveira. O ministro da Fazenda, Henrique Meirelles e o secretário-executivo da Casa Civil, Daneil Sigelmann também ocuparam a parte frontal da mesa. No canto, a secretária do Conselhão, Patrícia Souto Audi completou a bancada de destaque.

Você viu?

Leia também: Mulheres de policiais fazem protestos pelo segundo dia no Rio de Janeiro

Temer e as mulheres

Em seu discurso, Temer disse que seu "compromisso com a promoção dos direitos da mulher já é antigo", relembrando medidas tomadas por ele quando exerceu o cargo de secretário de Segurança Pública de São Paulo, em 1985.

Naquele ano, o peemedebista foi responsável pela criação da primeira Delegacia de Defesa da Mulher (DDM), no dia 6 de agosto. Segundo o presidente, dez anos depois, quando ele voltou à Secretaria de Segurança Pública paulista, o número de DDMs havia se multiplicado.

"Muito já se fez, mas nós sabemos que muito ainda há por fazer", disse Temer. "Mas eu creio que a maneira eficaz de comemorar o Dia Internacional da Mulher é fazer com que as palavras – que são importantes – sejam acompanhadas por ações – que são ainda mais importantes".

Leia também: PT, PMDB e outros partidos são punidos por não incentivar a mulher na política

Por fim, o presidente da República deu início à reunião, relacionando o empoderamento feminino ao "trabalho incansável". "A igualdade de oportunidade entre a mulher e o homem será fruto do trabalho incansável e cotidiano de cada um de nós em todas as esferas da vida", discursou. 

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários