undefined
Marcelo Camargo/Agência Brasil - 20.01.16
Ex-presidente do STF Ellen Gracie se encontrou nesta sexta-feira (20) pela manhã com o presidente Michel Temer

A ex-presidente do Supremo Tribunal Federal (STF)  Ellen Gracie se encontrou nesta sexta-feira (20) pela manhã com o presidente Michel Temer, no Palácio do Planalto. Na saída do encontro, Gracie conversou rapidamente com jornalistas e lamentou a morte do ministro Teori Zavascki, com quem trabalhou por 30 anos. “É aquele magistrado que é um modelo pra toda magistratura brasileira, de modo que o Brasil perde a magistratura brasileira, perde tanto ou mais que os seus amigos pra quem sua falta vai ser tão sentida". 

Atraso na Lava Jato dá ao governo janela para aprovar reformas, diz consultoria

Gracie disse que conversou com Temer sobre as circunstâncias do acidente que vitimou o ministro e o que isso significa para o País. Sobre a escolha do novo ministro que substituirá Teori na relatoria do processo da Lava Jato, Ellen disse que a decisão deve ser tomada pelo STF . “Eu acredito que a própria instituição vai encontrar a fórmula mais adequada, o regimento interno tem suas normas próprias para substituição. O tribunal encontrará uma solução adequada.”

O artigo 68 do regimento interno do STF permite que a presidente do Supremo, ministra Cármen Lúcia, faça uma redistribuição dos processos de Teori Zavascki . O artigo afirma que "em habeas corpus, mandado de segurança, reclamação, extradição, conflitos de jurisdição e de atribuições, diante de risco grave de perecimento de direito ou na hipótese de a prescrição da pretensão punitiva ocorrer nos seis meses seguintes ao início da licença, ausência ou vacância, poderá o Presidente determinar a redistribuição, se o requerer o interessado ou o Ministério Público, quando o Relator estiver licenciado, ausente ou o cargo estiver vago por mais de trinta dias".

Temer lamenta morte de Teori Zavascki e declara luto oficial de três dias

Ellen Gracie disse que deve se encontrar com a presidente do STF, ministra Cármen Lúcia, para tratar do sepultamento e das honras que devem ser prestadas ao ministro Teori Zavascki.

Gracie foi a primeira mulher a presidir a mais alta Corte do país (de 2006 a 2008), onde atuou por 11 anos. A ex-presidente foi indicada a ocupar o STF em 2000 pelo então presidente Fernando Henrique Cardoso e se aposentou em 2011.

Novo ministro

Com a morte de Teori Zavascki na quinta-feira (19), o presidente Michel Temer precisará indicar um novo nome para assumir o cargo até então ocupado pelo ministro do Supremo Tribunal Federal, segundo manda a Constituição. 

De impeachment a Lava Jato: Teori Zavascki foi responsável por casos históricos

Em busca de um substituto para o ministro do STF, Temer começou a avaliar nesta sexta-feira nomes para o cargo. Além da ex-presidente da Corte, o presidente conversou, em reuniões diferentes, com o ministro da Justiça, Alexandre de Moraes e com a advogada-geral da União, Grace Maria Fernandes Mendonça.

* Com informações da Agência Brasil

    Veja Também

      Mostrar mais