Mailton foi localizado e preso em Jacarepaguá
Reprodução
Mailton foi localizado e preso em Jacarepaguá

Policiais da Delegacia de Homicídios da Baixada Fluminense (DHBF) prenderam três homens identificados como Denilson Almeida da Rocha, conhecido como “Gato de Botas” de 22 anos, Mailton Lucas Porsino, de 29 anos e Robson da Silva Silveira, de 33. Eles são acusados de assassinar uma mulher a pancadas, no bairro Pantanal, em Duque de Caxias. Após o crime, Denilson queimou a camisa suja de sangue, usada para agredir a vítima, na tentativa de não ser identificado pela polícia.

O crime aconteceu no dia 8 de agosto. Horas antes, Mailson e Denilson haviam tentado matar outra pessoa, na porta de casa, também no bairro Pantanal. As câmeras de segurança da residência filmaram o momento que Denilson faz um sinal para Mailton que se aproxima e atira na vítima que está no portão. A bala acerta a parede, a vítima consegue puxar a arma e os três entram em luta corporal. O homem consegue fugir, entra em casa e os dois discutem na rua. A identidade do homem e o motivo do crime não foram divulgados.

Cerca de uma hora depois da tentativa de homicídio, os dois foram a um bar na mesma região. Segundo a DHBF, Mailton saiu com uma mulher com quem teria mantido relações sexuais. Depois do encontro, ele voltou ao estabelecimento e disse que ela teria furtado cerca de R$700,00 de sua carteira.

Os dois foram até à residência da vítima, com a ajuda de Robson, que mostrou onde a mulher morava. O trio arrombou o portão e agrediu a vítima com pancadas na cabeça. O corpo foi encontrado próximo ao bairro Santa Tereza em Belford Roxo, na manhã do dia seguinte.

Após retornarem para o bar, Denilson ainda comentou que tinha feito “merda” e na porta do estabelecimento colocou fogo na própria camisa que vestia pois estava suja de sangue.

Com a prisão da dupla, Robson também foi localizado e todos foram conduzidos à DHBF. Durante as investigações, agentes descobriram que Mailton atua na milícia do Pantanal. Segundo relatos, ele é visto armado com frequência e atua com violência em extorsões.

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários