Polícia Federal contou com apoio da PRF e de outros órgãos
Reprodução/ PF
Polícia Federal contou com apoio da PRF e de outros órgãos


Com o início da Operação Guaraci, no município de Marabá, no Pará, nesta quarta-feira (17), a Polícia Federal (PF) apreendeu máquinas de extração ilegal de ouro e manganês na faixa de servidão da Linha de Transmissão Xingu/ Estreito. A PF visa combater o crime e, com a desarticulação do esquema, afirma ter evitado o desabastecimento de energia elétrica no país.


Ao todo, cerca de 65 agentes atuaram com apoio de 24 policiais rodoviários federais, 30 policiais da Força Nacional, três servidores da Agência Nacional de Mineração (ANM) e cinco servidores do Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis (Ibama). Juntos, eles cumprem 15 mandados de busca e apreensão, expedidos pela 2ª Vara Federal da Subseção Judiciária de Marabá.


De acordo com a PF, o garimpo em questão provocava grande risco de comprometimento da regularidade, distribuição e fornecimento de energia elétrica no Brasil, já que a linha de transmissão escoa energia na Usina de Belo Monte aos grandes centros de consumo energético do país. A estrutura construída pela Belo Monte Transmissora de Energia se estende do município de Anapu, no Pará, até Estreito, em Minas Gerais, passando ainda por Tocantins e Goiás.

Leia Também



Em nota, a corporação explica que, na base de cada torre da linha de transmissão, há uma área de servidão de 50 metros a partir do centro da estrutura. Isso visa garantir a segurança e a estabilidade das torres. No entanto, o garimpo avançou na região de modo a provocar o risco de interrupção de fornecimento de energia para grandes centros urbanos.


Guaraci

Como de praxe, os nomes das operações policiais costumam usar trocadilhos ou inspirações na ficção e na história. Neste caso, “Guaraci” faz referência ao nome do deus do Sol na mitologia tupi-guarani. Ele representa a entidade responsável por trazer iluminação e calor aos mortais.

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários