Homem matou esposa e filha e conviveu com corpo delas por 4 meses
Reprodução
Homem matou esposa e filha e conviveu com corpo delas por 4 meses

Um homem de 57 anos matou a esposa de 48 anos e a filha, de 20, sob a justificativa de ter recebido uma "ordem divina" para cometer os crimes. O caso aconteceu em Pedro Juan Caballero, cidade do Paraguai que faz fronteira com Ponta Porã, em Mato Grosso do Sul. A polícia já encontrou os corpos em estágio avançado de putrefação e acredita que o criminoso tenha convivido com os cadáveres por quatro meses.

A Polícia Nacional do Paraguai não informou a nacionalidade do suspeito. Segundo a corporação, a denúncia veio após vizinhos acionarem o Corpo de Bombeiros por conta do mau cheiro que vinha do imóvel.

Segundo informações do G1 , o proprietário da casa tentou impedir a entrada dos militares paraguaios, sem sucesso. Os corpos estavam deitados em camas separadas, já sem os órgãos. O homem foi preso.

Segundo o médico legista que acompanhou o caso, não há marcas de violência nos cadáveres. O suspeito morava com outros três filhos homens, um de 22 anos e dois adolescentes, de 15 e de 17 anos. Eles seguiram vivendo normalmente na residência mesmo com os corpos no local, mas nada se sabe sobre o envolvimento deles no crime. O caso segue em investigação.

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários