Da Cunha afirma que fará delação premiada caso seja preso:
Reprodução
Da Cunha afirma que fará delação premiada caso seja preso: "Sei de tanta coisa"

O delegado Carlos Alberto da Cunha, de 43 anos , afirmou em uma transmissão ao vivo na noite da última terça-feira (21) que está com uma mochila pronta em caso de eventual prisão e que pretende realizar uma colaboração de delação premiada caso as investigações em seu entorno o incriminam.

"Não precisa chutar a porta, é só tocar a campainha que a gente abre. Agora, se esse crime acontecer, a volta vai se chamar delação premiada. Porque eu cometi algum crime? Não, mas eu sei de tanta coisa", revelou. O policial afastado não especificou sobre quais acusações seriam. "Não tenho certeza absoluta porque ainda não investiguei, mas sei de se tanta coisa".

Na sequência, Da Cunha atacou o atual governador de São Paulo, João Doria (PSDB), e disse que a "perseguição" realizada pelo "sistema" possui o intuito de deixá-lo inelegível. "O Doria está com medo que esse preto aqui vire governador. É para me deixar inelegível. O medo do sistema é que um homem negro de 44 anos vire o governador do estado de São Paulo".

O policial também direcionou suas críticas ao delegado-geral da polícia de São Paulo, Ruy Ferraz Fontes. A ele, o agora youtuber o acusa de assédio moral e abuso de autoridade. Da Cunha aproveitou o episódio para se autointitular "Nelson Mandela brasileiro".

"Eu vou investigar se o senhor forneceu documentos sigilosos e isso vai caracterizar crime. Quem vai para a cadeia não sou eu, quem vai para a cadeira é você, Ruy. O marketing que você faz contra a minha pessoa é tão bom que você vai fazer eu me tornar um Nelson Mandela brasileiro, e eu sou um prego".


Calos Alberto da Cunha foi afastado de suas atividades como delegado da Polícia Civil de São Paulo em julho deste ano após a Corregedoria abrir procedimentos investigativos contra o policial. Semanas após o ocorrido, o delegado filiou-se ao MDB e possui a intenção de disputar as eleições de 2022.

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários