Polícia prende suspeitos na Operação Shark
Polícia Civil
Polícia prende suspeitos na Operação Shark

Nesta quinta-feira (5), a Polícia Civil prendeu temporariamente quatro suspeitos do grupo que movimentou o equivalente a R$ 90 milhões em golpes contra servidores públicos e idosos. Segundo informações do G1, os criminosos atuavam no Distrito Federal, Rio de Janeiro, Pernambuco e São Paulo. 

A chamada "Operação Shark" investiga o grupo responsável por empresas que atuam na área de consultoria financeira desde 2019. Os detidos não tiveram seus nomes divulgados. 

Além das prisões, a Polícia cumpriu 20 mandados de busca e apreensão nos estados do Rio de Janeiro  e São Paulo. No Rio, os alvos são endereços comerciais e residenciais. Os agentes apreenderam cerca de 19 mil euros, joias, celulares, cartões de crédito, relógios e documentos. 

Segundo investigações, o esquema oferecia para as vítimas um serviço de portabilidade de dívidas por meio de empréstimos, o valor recebido pelo grupo era depositado em contas de terceiro e de empresas com diversas finalidades. Pelo menos 70 pessoas foram alvo do esquema. 

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários