Adolescente matou o próprio pai a tiros
Reprodução/EPTV Campinas
Adolescente matou o próprio pai a tiros

O adolescente de 14 anos que matou o pai a tiros nessa terça-feira (3) em Valinhos, no interior de São Paulo,  vai responder em liberdade pelo crime. O jovem e a mãe prestaram depoimento na delegacia da cidade durante a noite e foram liberados.

Ao portal UOL , as autoridades disseram que o pai tinha histórico violento, usava documentos falsos e teria tentado pegar outra arma para revidar contra os familiares. O jovem disse à Polícia Civil que atirou contra o pai em legítima defesa.

Ainda segundo os policiais, o homem agrediu a mulher e, quando o jovem interferiu para tentar ajudar a mãe, foi ameaçado pelo pai com uma barra de ferro. Os funcionários que trabalham na casa confirmaram a versão dada pelo jovem e disseram que o empresário era agressivo e tinha histórico de violência doméstica.

"O empresário era uma pessoa violenta, ameaçava mãe e filho constantemente e o tempo todo andava com uma arma na cintura, inclusive dentro de casa. Ontem houve mais uma discussão entre o casal e o garoto pegou a arma e, com medo do que pudesse acontecer com a mãe, atirou contra o pai", afirmou Juliano Cerqueira, tenente da Polícia Militar.

Você viu?

"O garoto foi atrás porque, segundo ele, no veículo tinha outra arma e o pai iria usá-la contra ele e a mãe. Nisso, o adolescente efetuou mais dois disparos na direção do pai", acrescentou.

Na residência, a polícia encontrou oito armas, entre elas um fuzil, uma metralhadora e diversas munições . Todas estavam registradas no nome do empresário, que praticava tiro esportivo, e foram recolhidas pela polícia.

Além disso, a Polícia Civil informou que o homem usava nomes falsos e tinha passagem por estelionato. Na cidade, ele era conhecido por ter uma coleção de carros de luxo.

O caso foi registrado na Delegacia de Valinhos como ato infracional e homicídio em legítima defesa.

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários