faces de André do Rap
Divulgação/PF
PF divulga fotos com possíveis disfarces do traficante André do Rap, um dos chefes do PCC procurado pela Interpol e pela polícia de SP

Nesta semana, a Polícia Federal (PF) divulgou 11 fotos dos possíveis disfarces do traficante André Oliveira Macedo, conhecido como André do Rap , um dos chefes do Primeiro Comando da Capital ( PCC ) . Segundo a PF, ele é procurado pela Interpol , Ministério da Justiça e Segurança Pública e pela Polícia Civil de São Paulo. As informações são do G1 .

O criminoso está foragido desde o dia 10 de outubro, quando saiu da prisão com um habeas corpus concedido pelo ministro do Supremo Tribunal Federal (STF) Marco Aurélio Mello. No entanto, horas mais tarde, no mesmo dia, o presidente do STF, Luiz Fux, revogou a decisão liminar (provisória) e determinou a prisão de André do Rap.

Desde então, os policiais de São Paulo e os da PF estão tentando recapturar e prender o traficante de 43 anos. De acordo com a PF, ele é um dos chefes da facção criminosa que atua dentro e fora dos presídios do Brasil, além de ser responsável por enviar cocaína da quadrilha para a Europa.

Possíveis disfarces

A Polícia Federal divulgou imagens que mostram André do Rap com barba, óculos e boné. O intuito da PF é "apresentar aparências hipotéticas do indivíduo procurado, de modo a facilitar seu reconhecimento no caso de alterações estéticas advindas de modificações faciais e/ou utilização de acessórios".

Por ser considerado perigoso e pelo fato de poder ter fugido do Brasil e buscado refúgio em outro país, o nome, foto e dados dele foram incluídos na lista restrita da Interpol , espécie de polícia internacional, onde estão os criminosos mais procurados do mundo. De acordo com as informações, existe a possibilidade do traficante ter ido ao Paraguai, à Bolívia ou à Colômbia, por exemplo, em seu jato particular.

André do Rap também passou a integrar as listas dos bandidos procurados pelo Ministério da Justiça e pela Polícia Civil de São Paulo. Quem tiver informações sobre o traficante pode ligar para o número (11) 3311-3148 e o Disque-Denúncia, pelo 181. Não é preciso se identificar.

O G1 afirmou ter tentado localizar a defesa de André do Rap para comentar o assunto, mas não teve sucesso. O criminoso estava preso desde setembro de 2019, quando foi encontrado num condomínio de luxo em Angra dos Reis, litoral fluminense, numa operação da Polícia Civil de São Paulo. Na ocasião, foi detido por tráfico internacional de drogas após ficar quase seis anos foragido da Justiça.

    Veja Também

    Mais Recentes

      Mostrar mais

      Comentários