O corpo da vítima estava escondido em uma vala com terras e pedras.
Divulgação/Polícia Civil
O corpo da vítima estava escondido em uma vala com terras e pedras.

Na última segunda-feira (16), o corpo de uma mulher foi encontrado perto de uma cachoeira na propriedade da Casa Dom Inácio de Loyola, em Abadiânia (GO). O local é conhecido pelos atendimentos espirituais do médium João de Deus . As informações foram dadas pelo UOL .

João Teixeira de Faria, conhecido como João de Deus , foi condenado por crimes sexuais contra mulheres que frequentavam a Casa Dom Inácio de Loyola. Atualmente ele cumpre prisão domiciliar.

A vítima era uma japonesa de 43 anos. Apesar de ainda não haver confirmação, a Polícia Civil acredita que o corpo seja de Hitomi Akamatsu, que estava desaparecida desde o dia 10 de novembro.

O delegado Albert Peixoto Salvador informou que o corpo está no Instituto Médico Legal (IML) e apresenta sinais de violência .

Você viu?

Ele também disse que a vítima foi encontrada pelos bombeiros, com a ajuda de cães farejadores. O corpo estava escondido em uma vala com terras e pedras e, segundo as investigações, alguns pertences da mulher, como roupas e uma carteira, foram queimados.

Um jovem de 18 anos, cujo nome não foi revelado, foi preso suspeito de cometer o crime. Ele está na Cadeia de Alexânia. Segundo o delegado, o homem pretendia roubar os pertences da vítima para pagar dívidas de drogas.

"A japonesa estava em Abadiânia há dois anos realizando tratamento espiritual e no dia do crime tomava banho na cachoeira, quando o suspeito foi ao local porque sabia da presença de estrangeiros por lá, que poderiam ter dinheiro", relatou delegado Salvador.

O suspeito foi preso em flagrante por ocultação de cadáver e pode responder por latrocínio — roubo seguido de morte.

De acordo com o delegado Salvador, o suspeito confessou o crime e disse que matou a vítima sufocada porque ela reagiu ao roubo.

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários