reprodução vídeo da jovem no Instagram
Reprodução/Instragram
Isabella usou o Instagram para denunciar o assédio

A jovem Isabella Pacheco , de 19 anos, que mora em Sorocaba, no interior de São Paulo, usou seu perfil no Instagram para denunciar um funcionário de uma unidade da loja Pernambucanas que a teria filmado enquanto ela se trocava em um provador. O fato teria acontecido na última segunda-feira (7), em um shopping na zona norte da cidade da cidade.

"Eu já estava colocando a roupa quando olhei para o lado e vi o rapaz colocando a câmera do celular por baixo da porta. Na minha primeira reação, tentei pisar na mão dele, mas ele acabou sendo mais rápido", disse a jovem, explicando que o homem se escondeu nos fundos da loja.

Isabella contou que procurou a gerência imediatamente, e que a responsável pediu que ela se acalmasse, "resolvesse as coisas ali mesmo" e não chamasse a polícia .

Outros vídeos

Entretanto, Isabella e seus pais preferiram acionar as autoridades. A PM explicou, em nota, que orientou a jovem a procurar a Delegacia de Defesa da Mulher, para registro imediato da ocorrência . O homem não chegou a ser detido.

"O rapaz trouxe o celular e disse que não tinha nada na galeria. Quando a gente abriu o celular, de fato, não tinha nada na galeria. Mas no Google Fotos, na lixeira, tinham, sim, vídeos de diversas mulheres, de diversos dias diferentes, sendo filmadas dentro do provador ", relatou a vítima.

Isabella esteve com os pais na Delegacia de Defesa da Mulher e registrou um boletim de ocorrência de crime contra a dignidade sexual. De acordo com a Polícia Civil, um inquérito foi instaurado para que os fatos sejam apurados

Loja lamenta

Em nota, a Pernambucanas afirma que "lamenta profundamente o ocorrido e repudia com veemência todo e qualquer ato de desrespeito e de ofensa à privacidade".

"A pessoa citada já não faz mais parte do quadro de colaboradores da companhia. A Pernambucanas é integralmente comprometida com a ética, integridade, diversidade e respeito a todos e está à inteira disposição das autoridades e da família para apoiar no que for necessário", completa.

    Veja Também

      Mostrar mais