casal
Polícia Civil/RJ
Havia duas recompensas de mil reais para informações que pudessem lavar ao paradeiro do casal


Policiais da Delegacia de Repressão às Ações Criminosas Organizadas (DRACO) prenderam, nesta quinta-feira (23), um casal apontado como chefe de uma milícia que atua em Itaboraí, na Região Metropolitana do Rio. Carlos Eduardo Cirino Santanna, o "Edu Negão", de 43 anos, e Rosanne Moreira da Silva da Conceição Almeida, de 38, conhecida como "Tia", foram detidos no Recreio dos Bandeirantes, na Zona Oeste.


As informações que levaram à prisão foram obtidas pelo Disque-Denúncia. Havia duas recompensas de mil reais para informações que pudessem lavar ao paradeiro do casal.

Segundo a Polícia, era por meio de homicídios que o grupo criminoso controlava a região de Porto das Caixas. Enquanto Carlos Eduardo chefiava a milícia, Rosanne era responsável por gerenciar as finanças do grupo e controlar as armas utilizadas pela quadrilha.

Edu Negão possui dois mandados de prisão preventiva por homicídio e organização criminosa. Já sua companheira tinha quatro mandados de prisão por organização criminosa, homicídio e milícia privada. Ambos também respondem por outros crimes como roubo, lesão corporal e ocultação de cadáver.

    Veja Também

      Mostrar mais