idosa morta por inquilino
Reprodução / Redes Sociais
Dionelia Giacometti Mai, servidora do Acre, foi morta em Rondônia no fim de semana pelo inquilino

Um inquilino de um imóvel localizado em Colorado do Oeste, em Rondônia, confessou à polícia que matou e decepou quatro dados das mãos da locatária com o intuito de sacar dinheiro da conta bancária da idosa. Os dedos foram levados no bolso do suspeito até uma agência, com o intuito de usá-los para a biometria. O crime aconteceu no último domingo e foi divulgado pela Polícia Civil em uma coletiva que aconteceu nesta quarta-feira (8).

O homem teria atraído a dona do imóvel, Dionélia Giacometti , com a desculpa de haver um vazamento na pia da residência. Dentro da casa, ele teria derrubado a idosa e a estrangulado. Com a ajuda de torniquetes, teria decepado os dois dedos indicadores e os dois polegares.

O delegado Núbio Lopes, responsável pelo caso, contou ao G1 Rondônia como o crime foi executado pelo inquilino . “Ele, então, pegou uma pequena corda, deu a volta no pescoço de Dionélia e a estrangulou. O inquilino fez torniquete no dedo indicador esquerdo e direito (da idosa) e também torniquetes nos dois polegares. Ele usou uma faca e cortou os dedos de ambas as mãos. Depois ele foi até a casa da vítima, vasculhou bolsas e cômodos atrás de cartões de crédito e de débito e dinheiro. O suspeito fez isso para que pudesse realizar a leitura biométrica e assim fazer saque na conta da vítima, no Banco do Brasil”.

Com as senhas e os dedos da idosa, o suspeito tentou diversas vezes realizar os saques, mas sem sucesso. A esposa do inquilino o aguardava no carro, do lado de fora do banco.

O marido de Dionélia também foi morto pelo suspeito no mesmo dia. A polícia aponta que Eldon Mai foi golpeado na nuca com um cabo de enxada assim que teria entrado na residência.

Os corpos do casal foram encontrados nesta terça-feira (7), enterrados perto de uma rodovia na cidade de Chupinguaia , em Rondônia. O crime foi descoberto após a Polícia Rodoviária Federal (PRF) abordar o veículo em que estava um homem, uma mulher e uma criança de 10 anos, que estava no nome de Dionélia.

O suspeito ao ser questionado confessou que matou os idosos para roubá-los e foi preso, junto com a esposa. A criança ficou sob os cuidados do Conselho Tutelar. 

    Veja Também

      Mostrar mais