Polícia Rio
Roberto Moreyra / Agência O Globo
Crime aconteceu no bairro do Maracaná na última quarta-feira (15).

A Polícia Civil investiga o sequestro da ex-namorada de um policial militar que teria ocorrido nessa quarta-feira no bairro do Maracanã, na Zona Norte do Rio. A mulher, grávida de 7 meses, relatou ter sido capturada pelos criminosos quando deixava seu salão de beleza. A vítima afirma que os bandidos chegaram a exigir uma quantia em dinheiro para libertá-la, mas, ao mexerem em seu telefone e notarem que ela havia se relacionado com um PM , decidiram levá-la para duas comunidades.

Leia também: Mãe é acusada de tortura após ser filmada agredindo filha com fios elétricos

Segundo informações da polícia , a mulher afirma que estava em seu carro, trafegando pela Rua São Francisco Xavier, próximo ao Colégio Militar, quando foi abordada por homens armados. Eles entraram em seu carro, e num primeiro momento, a levaram para o Alto da Boa Vista. Em seguida, após os criminosos terem mexido em seu celular, a levaram para a Cidade de Deus e para a comunidade do Lins. Ela afirma ter sofrido agressões e tortura psicológica.

A ex-namorada do policial também relatou que, em determinado momento, ao saírem do Lins, os criminosos deixaram que ela seguisse em seu próprio carro, apesar de terem ordenado que ela deveria acompanhar outro uma moto no qual os bandidos estavam. Segundo a mulher, atrás ainda havia dois veículos com outros criminosos. Nesse momento, ela conseguiu fugir e pediu ajuda a policiais do 16º BPM (Olaria). A vítima afirma ter ficado em poder dos criminosos por mais de 2h30.

Leia também: PM abre processo para expulsar cabo flagrado em show com milicianos

O caso foi registrado na 19ª DP (Tijuca), mas transferido na manhã desta quinta-feira para a 18ª DP (Praça da Bandeira), que investigará o caso. Durante a madrugada, policiais fizeram diligências na região que a mulher afirma ter sido sequestrada, em busca de câmeras de segurança que possam ter flagrado a ação dos bandidos.

    Veja Também

    Mais Recentes

      Mostrar mais

      Comentários