Upa Peruíbe
Divulgação/Prefeitura de Peruíbe
Após ser denunciado, padrasto se apresentou à delegacia.



Um bebê de sete meses está internado em coma no Hospital Irmã Dulce, na cidade de Praia Grande, no litoral de São Paulo. A criança teria sido escpancada e deu entrada na unidade médica com hematomas e sinais de maus-tratos. O padrasto do bebê é o principal suspeito de ter cometido as agressões.

Leia também: Famílias de baixa renda terão sorteio de moradias no interior de São Paulo

A criança deu entrada na Unidade de Pronto Atendimento (UPA) de Peruíbe no último sábado (7). Depois de receber a criança, a equipe médica alertou a polícia sobre a suspeita de que o bebê havia sido vítima de maus-tratos . Segundo os médicos, a criança estava com diversos hematomas e tinha suspeita de traumatismo craniano. 

A mãe  disse que, enquanto ela trabalha, o bebê e seus dois irmãos ficam em casa com seu companheiro, que tem 22 anos e está desempregado. Em depoimento à polícia, o padrasto disse que a criança teria se engasgado com uma mamadeira.

O caso foi registrado como lesão corporal e violência doméstica na Delegacia de Peruíbe. O Conselho Tutelar da cidade também está acompanhando a vítima. 

    Veja Também

      Mostrar mais