Neto furta avó
REPRODUÇÃO/RIC RECORD TV
Avó acredita que tenha sido drogada

O neto de 24 anos de Lindamir de Assis, de 66, furtou o cartão de crédito enquanto ela dormia, após ter passado o último dia 12 de fevereiro com o jovem. Mais de R$ 7 mil foram gastos antes do cartão ser bloqueado. Ela acredita que o neto possa ter a drogado para dormir. 

Leia também: Marido tranca mulher por suspeita de coronavírus e só solta quando polícia chega

“Ele disse que veio passar a tarde comigo, saímos, fizemos algumas compras voltamos lá por umas 16h. Ele se ofereceu pra fazer janta, dai ele me deu um suco, que eu desconfio que ele deve ter posto alguma coisa porque eu não costumo dormir nesse horário. Já era noite a hora que eu acordei, eram mais de 22h”, contou à TV Record, sobre o neto .

A idosa, que sofre de síndrome do pânico, só descobriu o furto dias depois, quando foi utilizar o cartão e percebeu que ele estava bloqueado. A agência bancário informou para ela que o cartão havia sido bloqueado após diversas tentativas de pagamentos de até R$ 21 mil. Como o neto não obteve sucesso, ele utilizou o cartão no caixa eletrônico e sacou todo o limite da idosa, lhe furtando R$ 7 mil. 

“Ele veio aqui especialmente pra me roubar porque fazia mais de um ano e meio que ele não vinha aqui”, desabafou. A avó tentou entrar em contato com o neto, mas apenas conseguiu falar com a esposa dele, que nega que ele tenha cometido algum crime. O caso foi registrado pela Polícia Civil como furto qualificado com abuso de confiança.

Leia também: Marido tranca mulher por suspeita de coronavírus e só solta quando polícia chega 

A idosa conta que essa não foi a primeira vez que o neto a furtou. Há dois anos, ele já havia roubado seu cartão. A idosa chegou a realizar um boletim de ocorrência, mas desistiu de prestar depoimento conta o jovem. Dessa vez, ela afirma que irá até o fim. Conta que precisa do dinheiro para realizar um procedimento cirúrgico.


    Veja Também

      Mostrar mais