gravida aborto
Shuttersock
Jovem de 21 anos entrou em luta corporal após perceber que namorado tentou interromper gravidez com medicação.

Um médico de 36 anos foi preso nesta terça-feira (18) suspeito de aplicar uma injeção abortiva na namorada, de 21 anos, que está grávida. O medicamento foi injetado sem o consentimento dela, em Ariquemes, em Rondônia.

Leia mais: Homens são presos após roubo de carga de cigarros

O suspeito deve passar por uma audiência de custódia nesta quarta-feira (19), momento em que será decidido se ele vai responder pelo crime em liberdade. O médico é o principal suspeito de ter tentado provocar o aborto da namorada, que tem 21 anos.

A vítima disse à polícia que o crime teria acontecido após o casal sair de um motel e ir em direção à casa do suspeito. Na residência o médico ofereceu uma massagem e teria amarrado as mãos da vítima com uma calcinha. Com a ajuda de uma seringa, ele teria aplicado uma substância no corpo da companheira. A jovem está na 9ª semana de gestação.

O casal entrou em luta corporal após a gestante perceber do que se tratava. O médico teria colocado uma substância no nariz da vítima e ela teria adormecido. Ao acordar, ela estava sangrando nas partes íntimas e o namorado teria recusado socorro. 

Depois de insistir, o suspeito do crime levou a namorada até a casa de uma tia, que encaminhou a gestante para uma Unidade de Pronto Atendimento ( UPA ). A tentativa de aborto foi constatada na unidade.

Leia também: Adolescente relata sofrer estupro no 1º dia de estágio em clínica veterinária

A vítima não perdeu a gestação após a aplicação do remédio e segue internada. O médico aguarda a audiência de custódia detido.

    Veja Também

      Mostrar mais