Corpos foram encontrados carbonizados em carro
Reprodução
Corpos foram encontrados carbonizados em carro

A Secretaria de Segurança Pública (SSP) de São Paulo informou nesta sexta (31) que o caso da família que foi morta e carbonizada  no porta-malas de um carro na madrugada de terça-feira (28), em São Bernardo do Campo, no ABC paulista, está em segredo de justiça.

Leia também: Filha e namorada presas e homem foragido: o que já se sabe sobre o crime no ABC

O setor de Homicídios da Delegacia Seccional de São Bernardo do Campo , que está investigando o caso, afirmou que a medida é necessária para assegurar o andamento das investigações. 

Dentro do carro foram encontrados o casal Romuyuki e Flaviana Gonçalves e seu filho caçula, Juan Gonçalves, de 15 anos. A filha mais velha do casal, Ana Flávia, de 24 anos, e sua namorada, Carina Ramos, de 31, foram presas temporariamente suspeitas do crime. Elas, no entanto, negam participação ou autoria.

A família morava em um condomínio em Santo André e antes de serem carbonizadas, todas as vítimas foram espancadas. A suspeita é que o pai e o filho tenham sido mortos dento do apartamento e a mãe, ainda viva,  obrigada a dirigir o carro, que seria carbonizado  com os corpos de seus familiares dentro.  

Leia também: Corpo é encontrado perto de condomínio de família morta no ABC paulista

Outro corpo espancado, suspeito de também ter sido vítima do crime no ABC , foi encontrado a 600 metros do condomínio onde a família morava. A polícia está atrás de um terceiro suspeito de participar dos assassinatos. Uma testemunha, que está sob proteção policial e não teve sua identidade revelada, relatou ter visto um homem de aproximadamente 1,90 metros com Ana Flávia e Carina

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários