Tamanho do texto

Crime cometido por Agnaldo em briga de família ocorreu no ano de 1988. Homem confessou ter matado menina Emanuelle a facadas por vingança

Homem algemado arrow-options
tv tem/reprodução
Agnaldo confessou ter matado criança

Vizinho suspeito de matar menina Emanuelle, de oito anos, esfaqueada na cidade de Chavantes, em São Paulo, Agnaldo Guilherme Assunção, de 49 anos, já foi preso anteriormente por matar o próprio irmão no ano de 1988.

Segundo a polícia, a pena de Agnaldo por ter matado o irmão a facadas durante uma briga familiar quando ainda era menor de idade foi completamente cumprida. Ele confessou matar a menina Emanuelle Pestana de Castro, de oito anos, por querer se vingar dos vizinhos, pais da menina.

Leia também: Caso Emanuelle: menina não teve hímen rompido; estupro não é descartado

A menina passou quatro dias desaparecida até Agnaldo confessar o crime e apontar o local no qual o corpo da criança foi enterrado por ele. A cidade de Chavantes decretou três dias de luto oficial e o corpo da menina foi velado na terça-feira (14).

Laudos necroscópicos detectaram 13 facadas na criança. O hímen dela não foi rompido, o que não descarta a possibilidade de que ela tenha sofrido outros tipos de abuso sexual. Segundo o suspeito, ele levou a menina até um local ermo com a justificativa de que eles pegariam mangas para presentear a mãe dela.