Tamanho do texto

Homem, que não teve identidade revelada, agenciava negócios para facção no estado. Ação terminou com apreensões de carros, drogas, armas e aviões

avião arrow-options
Polícia Civil / Reprodução
Entre os materiais apreendidos pela polícia, estavam aviões

Um homem de cidadania portuguesa foi preso pela Polícia Civil de São Paulo por suspeita de ser o principal agenciador de negócios de uma facção criminosa no estado. A prisão , feita pelo Departamento Estadual de Investigações Criminais, ocorreu na cidade de Paulínia, interior do estado.

As suspeitas sobre o homem, que não teve identidade revelada, iniciaram após a prisão de outro membro da facção. A princípio, os policiais acreditavam que o português atuava apenas como doleiro, mas com o desenrolar das investigações, foi descoberto que ele trabalhava como agenciador de prestações de serviços.

Leia também: Justiça liberta brigadistas acusados de queimadas na Amazônia

Entre as funções desenvolvidas pelo homem dentro da facção estava o agenciamento de aviões para transporte de drogas, carregamento de armas para integrantes da organização, transporte e lavagem de dinheiro.

Ao todo, a operação também apreendeu cocaína , carros de luxo, aeronaves, armamento e dinheiro.