Tamanho do texto

'Andrezinho da Baixada' foi preso com documento falso em um condomínio de luxo na cidade de Praia Grande, no litoral do estado de São Paulo

PCC arrow-options
Divulgação/Polícia Federal
Acusado estava escondido em um condomínio de luxo na cidade de Praia Grande (SP)

André Luis da Costa Lopes, conhecido por ‘Andrezinho da Baixada’, acusado de matar no Ceará Rogério Jeremias de Simone, o ‘Gegê do Mangue’, e Fabiano Alves de Souza, o ‘Paca’, líderes da facção criminosa PCC, que atua a partir dos presídios paulistas, foi preso no final da tarde desta quinta-feira pela Polícia Federal.

Leia também: Estourei os pontos da CNH, e agora? Saiba como funciona o processo de reciclagem

Os dois criminosos, que comandavam o PCC na época do crime, foram mortos em fevereiro do ano passado numa mansão em Aquiraz, também no Ceará.

A Delegacia de Repressão a Drogas de São Paulo, com apoio da Delegacia de Repressão a Drogas do Ceará, cumpriu o mandado de prisão preventiva na cidade paulista de Praia Grande.

O preso foi conduzido para a Superintendência da Polícia Federal em São Paulo, onde foi autuado em flagrante delito por uso de documento falso.

Leia também: Perícia que contradisse porteiro de condomínio de Bolsonaro tem lacunas