A cada cinco dias, um policial civil foi preso, em média, em São Paulo , entre janeiro de 2015 e julho deste ano. De acordo com o "Agora", a Corregedoria da Polícia Civil prendeu 33 agentes neste período, acusados de extorsão, associação ao tráfico de droga, entre outros.

Leia também: Policiais tentaram impedir que bala que matou Ágatha chegasse na Polícia Civil

Delegacia de Polícia Civil
Reprodução
Delegacia de Polícia Civil


Entre os crimes, a extorsão é o que mais fez com que policiais civis fossem presos. Foram 58 prisão durante esse período, o que representa 17,4% do total. Já a associação ao tráfico fez com que 31 policiais fossem parar atrás das grades, todas em 2017.

Leia também: Homem sem perna é preso por dirigir caminhão bêbado e usar cano para acelerar

Você viu?

Violência doméstica e corrupção foram responsáveis pela prisão de 16 policiais, em cada caso, e o crime de organização criminosa resultou em 14 detenções.

Os investigadores foram os policiais civis que mais foram presos, representando um total de 43,8% do total, seguidos pelos carcereiros, agentes policiais e escrivães. “Quando estes casos acabam descobertos, são investigados e, após a conclusão, os criminosos são demitidos”, disse Raquel Kobashi Gallinati, presidente do Sindpes,

“A punição precisa ser severa para esses criminosos que se camuflam de policiais para praticar atos ilícitos e mancham a honra e o nome de uma instituição tão comprometida em proteger a população”, concluiu.

No entanto, as prisões estão em queda, o que é atribuído por Raquel à diminuição de prisões ao trabalho de apuração desenvolvido pela Corregedoria e a punição contra policiais que cometem crimes. 

Leia também: Arma nova, munição velha: policiais do Rio tem 'surpresa' ao trocar armamento

Em nota, a Polícia Civil se manifestou, afirmando não compactuar com desvios de conduta. “Nessas ocasiões, são avaliados os procedimentos executados em cada uma das delegacias, bem como a conduta dos agentes. Se constatada qualquer irregularidade, são instaurados os procedimentos administrativos e legais cabíveis, que podem levar à prisão e expulsão dos responsáveis”, diz a nota.

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários