Mais de 2,5 mil munições, 50 armas e 15 carregadores. Esse arsenal apreendido não estava com nenhuma força especial de segurança. Ele estava com traficantes a caminho de São Paulo. Como esse tipo de arsenal pode estar nas ruas? É a pergunta que fica.

Leia também: Comandos e Operações Especiais - Conheça a tropa de elite da Polícia Militar/SP

Armas apreendidas pela PRF a caminho de São Paulo
Divulgação/PRF
Armas apreendidas pela PRF a caminho de São Paulo

Nessa quarta-feira (18), os agentes da Polícia Rodoviária Federal da unidade de Bataguassu, no Mato Grosso do Sul desconfiaram de um carro que trafegava pela BR-267 e realizaram a abordagem de rotina. Quem deveria agradecer a abordagem? A cidade de São Paulo, já que o arsenal apreendido tinha a capital como destino.

A princípio condutor e passageira não tinham nada de errado com eles. Mas a busca realizada pelos agentes da PRF é minuciosa e apontou um fundo falso no encosto do banco traseiro onde estavam escondidos:  1.313 munições de revólver, sendo 747 de pistola, 403 de rifle, 75 de espingardas que somaram 2.542 munições. Os policiais encontraram ainda, 15 carregadores cal .45, 8 carregadores cal .9mm, 3 carregadores cal .40, 6 carregadores cal. 9mm e 6 carregadores cal .9mm diversos. 

Leia também: Se o problema é sério chame a Polícia Militar. Se é impossível chame o GATE

Você viu?

De acordo com os criminosos, eles levariam as armas e munições até São Paulo (SP). Pelo "serviço", eles iriam receber R$ 5 mil. A dupla não informou qual era a origem do armamento. A suspeita é de que o material tenha sido adquirido na fronteira com o Paraguai, para fortalecer o crime organizado. Os acusados e todo o material apreendido foram encaminhados para a Delegacia de Polícia Federal de Três Lagoas/MS.

Guerra nas ruas de São Paulo?

Apreensões desse tipo levantam a dúvida se existe uma guerra nas ruas da capital do Estado. Se a resposta for, sim, os traficantes estarão muito bem preparados. Mas claramente a guerra não existe.

Leia também: Com novo fardamento, Polícia Militar Ambiental celebra 2017 histórico

Mesmo com um arsenal, muitas vezes inferior, as forças de segurança do Estado de São Paulo realizam trabalhos de inteligência e ostensivo que resultam em golpes de impacto no crime organizado.

É cada vez mais importante que Polícia trabalhe com informações que previnam que esse tipo de arsenal apreendido se espalhe pelas ruas de São Paulo. A ação tem que ser de prevenção e de impacto. Quando esse tipo de armas saem das ruas ou nem chegam lá, o cidadão pode dormir mais tranquilo.

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários