Tamanho do texto

Policiais receberam denúncia anônima e conseguiram prender dois homens que fabricavam balões no município de Carapicuíba, grande São Paulo

A PM Ambiental é o sistema de defesa da natureza. Sempre vigilantes, os PMs atuam ostensivamente em todos os ambientes do Estado de São Paulo. Mas no combate ao crime ambiental, ela conta com a ajuda da população.

Leia também: PM Ambiental combate comércio ilegal de caranguejo-uçá no litoral de São Paulo

Material apreendido pela PM Ambiental na grande São Paulo
Divulgação/PM Ambiental
Material apreendido pela PM Ambiental na grande São Paulo

Na manhã dessa quarta-feira (14), a equipe da PM Ambiental composta pelo Cabo Filho e Soldado Perez faziam um patrulhamento preventivo na cidade de Carapicuíba quando receberam uma denúncia anônima.

"Caiu um denúncia pelo rádio que dizia que havia uma fábrica de balões dentro de uma casa nesse município. Os PMs que estavam pela região foram checar essa informação e conseguiram prender dois homens", diz o Capitão Verona.

Logo que os Policiais chegaram na residência, o dono do local abriu a porta e os PMs encontraram irregularidades. "Assim que entraram na casa, os nosso homens acharam três aves silvestres nativas sem autorização legal. As aves era do dono da casa. Mas ainda faltava os balões. Então, durante vistoria pelo quintal, havia um quarto onde foi encontrado todo o material para confecção de balões", diz o Capitão.

Leia também: Mais um ano de atuação da Polícia Militar, mais uma obra de arte

Foram encontrados: sete balões;duas bandeiras; cinco moldes utilizados na fabricação; sete estruturas de ferro; um maçarico portátil; um rolo de arame; cola de papel e um rolo de linha plástica. Os dois homens que estavam no local foram presos e encaminhados para a Delegacia do Meio Ambiente do município de Barueri, mas foram liberados após pagamento de fiança.

"Cada um dos infratores recebeu uma multa por fabricar balões no valor de R$ 35 mil. O dono da casa também foi multado em R$ 1,5 mil por manter aves da fauna silvestre sem registro em cativeiro", diz o Capitão. "O importante dessa ocorrência é alertar para o grave risco de soltar balões e também ressaltar a importância das denúncias realizadas pela população.  Quem puder ajudar a PM sempre será ouvido e vai nos ajudar a encontrar locais como esse", finaliza o Capitão Verona.

Leia também: No Brasil não temos heróis. Errado! Conheça alguns da nossa Polícia Militar

A Polícia Militar Ambiental pede a colaboração da população para combater esse tipo de crime ambiental. As denúncias podem ser feitas através do link:  bit.ly/DenuncieAmbiental  ou pelo telefone: (13) 3348-4780. 


    Notícias Recomendadas

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.