Prentis Madden foi condenado a 22 anos
Reprodução/Hospital Veterinário Caring Hands
Prentis Madden foi condenado a 22 anos

O veterinário Prentiss Maden foi condenado pela justiça dos Estados Unidos por gravar vídeos abusando sexualmente de cães e colecionar pornografia infantil. Ele se confessou culpado diante do Ministério Público da Flórida. As informações são do NY Post.

Segundo os promotores, Maden fez vídeos de si mesmo abusando de animais, e compartilhou em chats na internet. Os investigadores encontraram vídeos e conversas sobre zoofilia no celular do veterinário.

Maden também guardava uma grande quantidade de arquivos com pornografia infantil. Segundo a promotoria, ele recebeu imagens e vídeos em chats e participava de fóruns online sobre o assunto.

O veterinário foi preso em março, após os vídeos com os cães virem à tona. Ele trabalhava em um hospital em Aventura. À NBC, a clínica afirmou que estava "chocada" com as acusações.

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários