Emily Sindt Owings ao ser parada por policiais em Oklahoma, EUA
Reprodução
Emily Sindt Owings ao ser parada por policiais em Oklahoma, EUA


Uma mulher de Oklahoma, nos EUA, foi presa depois de ser perseguida por policiais por  dirigir a 115 km/h , sem cinto de segurança, na última terça-feira (15). O mais curioso, no entanto, é a justificativa dada por Emily Owings Sind, de 28 anos, no momento da abordagem: "Estou com muita vontade de fazer cocô ". 


Abordada pelos policiais, Emily não tinha carteira de identidade. Ela apresentou apenas um cartão para a retirada de maconha medicinal .

Ao acessar o sistema de controle, um dos policiais descobriu que a carteira de motorista da americana havia sido revogada. Durante a abordagem, a jovem implora:

" Por que vocês não me deixam ir? ", pergunta Emily.

" Porque a sua carteira está suspensa ", responde um agente.

Você viu?

" Eu não sabia. Se soubesse, não dirigiria mais ", retruca a jovem.

Emily, então, desculpou-se e pediu:

" Por favor, posso ir para casa fazer cocô ?"

Ela não pôde. A motorista acabou presa. Ao ser levada para a viatura, ela perguntou:

"Posso fazer cocô no seu carro ?"

Emily foi autuada por fuga, direção imprudente sem cinto de segurança e sem seguro. Os policiais ainda encontraram metanfetamina e material para consumo no carro.


    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários