Urso-das-cavernas, extinto há cerca de 15 mil anos, é encontrado bem preservado na Sibéria
Arquivo/NEFU RIAEN
Urso-das-cavernas, extinto há cerca de 15 mil anos, é encontrado bem preservado na Sibéria


Um urso-das cavernas da Idade do Gelo foi encontrado por Pesquisadores da NEFU (Universidade Federal do Nordeste de Yakutsk) esta semana. O corpo do animal está bem preservado e foi descoberto no Ártico russo. Em nota publicada pela equipe hoje, 17, espécime tem entre 22 mil e 39,5 mil anos.

É a primeira vez que um animal desta espécie é encontrado com órgãos internos e tecidos moles intactos, como o focinho. Para Lena Grigorieva, importante especialista russa em espécies extintas da Idade do Gelo, este fato é um marco de "importância mundial".

mandíbula urso
Arquivo/NEFU RIAEN
Urso-das-cavernas, extinto há cerca de 15 mil anos, é encontrado bem preservado na Sibéria

Extinto há cerca de 15 mil anos, o Ursus spelaeus é uma espécie pré-histórica que viveu na Eurásia. A descoberta foi possível com o derretimento do permafrost — camada grossa de solo congelado, típico da região do Ártico — e a ajuda de pastores de renas nas ilhas Lyakhovsky, no extremo norte da Rússia.

Corpo de Urso-das-cavernas
Arquivo/NEFU RIAEN
Corpo de Urso-das-cavernas



Nos últimos anos, com o aquecimento global, corpos de mamutes, rinocerontes lanosos, potros da Idade do Gelo e de vários filhotes de leão-das-cavernas tem sido encontrados preservados pelo gelo na Sibéria.

    Veja Também

      Mostrar mais