Tartaruga
shutterstock
Policiais não acreditaram na história contada pela moradora.

Uma italiana que mora na cidade de Roma, na Itália , levou uma multa de 400 euros (R$ 2.270) após romper a quarentena para levar uma tartaruga para passear na rua. Caso aconteceu no bairro de Centocelle, no leste da capital italiana.

Leia também: "Chefs" confinados compartilham falhas culinárias na internet

A moradora aproveitou a possibilidade dada pelo governo de sair de casa em meio à quarentena causada pelo coronavírus para passear com animais de estimação e levou o réptil para fora de sua residência. 

Policiais que faziam o patrulhamento das ruas pararam a moça e não acreditaram que o animal era de estimação, aplicando uma multa de 400 euros . Segundo o Ministério do Interior, das mais de 400 mil pessoas verificadas, 30 mil estavam infringindo regras do confinamento.

    Veja Também

    Mais Recentes

      Mostrar mais

      Comentários