Para que ninguém notasse o esquema, os idosos recebiam ordens para não gritarem durante os confrontos.
Dean Bradshaw/Reprodução
Para que ninguém notasse o esquema, os idosos recebiam ordens para não gritarem durante os confrontos.

Três funcionárioas do asilo Danby House, localizado na Carolina do Norte, nos Estados Unidos, estão sendo acusadas de criarem um 'clube da luta' entre os idosos

A situação fica ainda mais grave: os idosos colocados 'em combate' pelas mulheres sofriam de demência, de acordo com informações apuradas pelo canal americano Fox News. 

Leia mais: No meio de funeral, homem morto grita "me deixem sair"; assista ao vídeo

As acusadas Marilyn Latish McKey, 32, Tonacia Yvonne Tyson, 20, e Taneshia Deshawn Jordan, 26, foram detidas pela polícia local na última sexta-feira (11). 

Você viu?

Os advogados de acusação apresentaram imagens em que as três mulheres eram vistas incentivando, assistindo e filmando uma luta entre uma idosa de 73 e outra de 70 anos. 

Para que ninguém notasse o esquema montado pelas três funcionárias, os idosos recebiam ordens para não gritar durante os confrontos.

Leia também: Banhistas nadam ao lado de tubarão de três metros enquanto animal devora arraia

O tenente Gregory Dorn, responsável pelo caso, afirmou que o caso foi tratado de maneira especial por envolver pessoas que não podem se defender.

Em nota, o asilo informou que as funcionárias foram demitidas assim que a gerência foi informada sobre as denúncias. 

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários