Tamanho do texto

Jean-Jacques Savin construiu a "embarcação" especialmente para a aventura

Jean-Jacques Savin arrow-options
Reprodução
Jean-Jacques Savin atravessou o Atlântico a bordo de um tonel sem motor

Jean-Jacques Savin, de 73 anos, das Ilhas Canárias e foi até o Caribe, atravessando o Oceâno Atlântico em uma viagem que durou cerca de quatro meses. O feito já seria impressionante por si só, mas o idoso fez tudo isso a bordo de um tonel sem motor que construiu especialmente para a aventura.

Leia também: Pinguins são pegos tentando roubar sushi em restaurante na Nova Zelândia; veja

Savin saiu de El Hierro, na Espanha, e desembarcou em Porto Rico. O homem ficou um total de 127 dias sozinho no Atlântico e foi levado apenas pelo vento e pelas correntezas. "Foi uma comunhão comigo mesmo e com a natureza", disse o homem em uma entrevista a agência de notícias RFI.

"Pude me esvaziar durante quatro meses e gostaria que o Atlântico fosse ainda mais extenso e o trajeto fosse de 7 mil quilômetros, e não 5,5 mil, porque foi uma plenitude. Foi fabuloso", continuou o aventureiro.

Durante o caminho, Savin teve uma série de problemas. Como o vento não ajudou, a viagem acabou demorando mais que o esperado e o estoque de comida do idoso acabou. No entanto, ele contou com a bondade de dois navios, que forneceram comido ao aventureiro para que ele pudesse terminar sua aventura .

Leia também: "Monstro marinho" é encontrado no México; conheça o Regaleco

Ele também enfrentou uma tempestade no meio do caminho e viu o tonel tombar para o lado três vezes na mesma noite no meio do Atlântico . No, entanto, a embarcação voltou à posição original, permitindo que o idoso continuasse o trajeto.