Tamanho do texto

Enquanto andava de patins, menino foi parado por policiais por utilizar um "acelerador de velocidade" e recebeu uma multa no valor de 66 euros

Criança de 4 anos é multada, em Veneza, por andar de patins
Reprodução/ Ansa
Criança de 4 anos é multada, em Veneza, por andar de patins

Uma criança de 4 anos foi multada enquanto andava de patinete em volta da praça Piazzetta dei Leoncini, nessa segunda-feira (19), em Veneza, na Itália. Por ser menor de idade, a multa – um total de 66,80 euros – foi atribuída ao pai do menino e, após ser compartilhada nas redes sociais, recebeu diversos comentários sobre a atuação do policial. "Vergonha", "loucura" e "tristeza" foram algumas das manifestações dos internautas.

Leia também: Trezentas moedas de ouro da época do Império Romano são encontradas na Itália

Diversos comentários saíram em defesa da criança e criticaram a multa aplicada, dizendo que ela estava “somente brincando” e que impedir que crianças brinquem nas ruas é o primeiro passo para tornar Veneza uma “cidade fantasma”.

Na sanção foi registrada que “a pessoa consentia ao filho menor de idade utilizar um acelerador de velocidade (patinete) na proximidade da Piazzeta dei Leoncini”. Ameaçando chamar um advogado, o pai do menino se dirigiu à sede policial para protestar contra a aplicação da multa, medida que achava exagerada e absurda.

"Piazza San Marco não deve virar um parque de jogos, mas que dano uma criança de 4 anos pode ter causado?”, debateu o pai dirigindo-se a Monica Sambo, chefe do Partido Democrático (PD) no Conselho Municipal.

Leia também: Casal se distrai com selfie e deixa filho recém-nascido cair no mar na Itália

Nas próximas semanas, um novo regulamento da Polícia Municipal estará em curso para aprovação com o objetivo de abolir a utilização de patinetes por crianças menores de 10 anos de idade e sugerir outros lugares mais delicados e artísticos na cidade que possam ser propícios à utilização do equipamento, como San Marco e Rialto.

Enquanto as novas regras são votadas, o regulamento antigo, que proíbe a utilização de “todo e qualquer acelerador de velocidade”, como patins, por exemplo, continua valendo. Além disso, são proibidos jogos coletivos e individuais que possam envolver o lançamento de objetos.

Mas não só essas medidas estão regendo na Itália.  Nos últimos meses, a Prefeitura de Veneza colocou em prática novas restrições a moradores e turistas, visando o maior controle de Piazza San Marco e suas proximidades, gerando polêmica no país.

No entanto, essa não foi a única sanção estranha aplicada nos países internacionais. Em junho desse ano, na Guiana, o jovem Kevin Rodrigues teve seu carro parado pela polícia  enquanto levava uma vítima de picada de cobra ao centro médico em Georgetown, capital do país.

"Isso não é problema meu e nem desculpa para infringir a lei", disse o policial que aplicou a medida.  Após o adolescente ser barrado, o “criminoso” foi liberado e conseguiu chegar a tempo para socorrer sua amiga Lizzy. A vítima ficou internada e o adolescente teve que comparecer ao tribunal para reverter a sua multa .

*Com informação da ANSA

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.