UE condena execuções e cobra fim da violência em Myanmar
Reprodução/Myanmar Now
UE condena execuções e cobra fim da violência em Myanmar

O alto representante para Política Externa da União Europeia, Josep Borrell, afirmou que o bloco "condena fortemente as execuções do regime militar" de Myanmar "e manifesta as suas sinceras condolências às famílias e aos amigos das vítimas".

"Essas execuções, motivadas politicamente, representam um novo passo ao completo desmantelamento do Estado de direito e uma nova violação dos direitos humanos em Myanmar", acrescentou, dizendo que a UE está "ao lado do povo e de suas aspirações de liberdade, exortando o regime a por fim a todos os atos de violência".

Entre no  canal do Último Segundo no Telegram e veja as principais notícias do dia no Brasil e no Mundo. Siga também o  perfil geral do Portal iG.

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários