Inundações afetam região sudoeste e noroeste da China
Reprodução/Twitter - 18.07.2022
Inundações afetam região sudoeste e noroeste da China

Inundações no sudoeste e noroeste da China deixaram pelo menos 12 mortos e milhares de desabrigados. Na província de Sichuan, no sudoeste, pelo menos seis pessoas morreram e outras 12 estão desaparecidas, depois que chuvas torrenciais provocaram inundações repentinas, segundo reportagem do The Guardian. Cerca de 1.300 pessoas tinham sido evacuadas até sábado.

Enquanto isso, na cidade de Longnan, na província de Gansu, no noroeste, outras seis mortes foram relatadas e três mil pessoas foram retiradas de suas casas. A precipitação em um dia e meio foi de 98,9mm nas áreas mais afetadas, quase o dobro da média de julho.

As chuvas ocorrem em meio a uma onda de calor em partes do país, incluindo a cidade de Xangai, com temperaturas chegando a 42°C, na semana passada. O calor deve retornar esta semana em muitas partes da China, durando até o fim de agosto.

Especialistas lembram que esses eventos climáticos extremos estão se tornando mais prováveis ​​por causa das mudanças climáticas. O ar mais quente pode armazenar mais água, levando a maiores rajadas de nuvens quando é liberado.

Calor no mundo

A China não é o único país com clima em situação extrema. Portugal, Espanha, França, Grécia e Marrocos estão lutando contra incêndios florestais , em dezenas de milhares de hectares, enquanto a onda de calor desta semana continua trazendo temperaturas extremas e causando centenas de mortes no sudoeste da Europa.

No Reino Unido, o primeiro alerta vermelho para calor excepcional entrou em vigor, com temperaturas previstas para subir até 41°C.

Entre no  canal do Último Segundo no Telegram e veja as principais notícias do dia no Brasil e no Mundo. Siga também o  perfil geral do Portal iG.

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários