Soldados condenados por crimes de guerra na Ucrânia
Reprodução/Twitter (@NextaTV) 31.5.2022
Soldados condenados por crimes de guerra na Ucrânia

Um tribunal ucraniano condenou nesta terça-feira a 11 anos e meio de prisão dois soldados russos acusados de bombardear com lança-mísseis múltiplos duas localidades da região de Kharkiv, no nordeste do país.

Alexander Bobykin e Alexander Ivanov foram declarados culpados de "violar os usos e costumes da guerra" após um julgamento que começou há algumas semanas, segundo a agência Interfax-Ucrânia.

Ainda de acordo com a agência, eles "reconheceram totalmente sua culpa e declararam que estavam arrependidos". Os militares foram acusados pelos promotores de lançar mísseis Grad contra duas localidades da região nordeste de Kharkiv nos primeiros dias da guerra.

Na semana passada, o soldado russo Vadim Shishimarin, de 21 anos, foi condenado à prisão perpétua por matar um civil desarmado. A Rússia disse que não tinha informações sobre o julgamento e que a ausência de uma missão diplomática na Ucrânia limitava sua capacidade de prestar assistência.

De acordo com o Ministério Público ucraniano, o país abriu mais de 12 mil investigações por crimes de guerra desde 24 de fevereiro, quando começou a invasão russa.

Entre no  canal do Último Segundo no Telegram e veja as principais notícias do dia no Brasil e no Mundo.  Siga também o  perfil geral do Portal iG.

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários