Sergei Lavrov, ministro das Relações Exteriores da Rússia
Ministério do Exterior da Rússia
Sergei Lavrov, ministro das Relações Exteriores da Rússia

ministro de Relações Exteriores de Israel, Yair Lapid, classificou como "imperdoável" uma declaração do chanceler russo de que o ditador Adolf Hitler, líder da Alemanha nazista, "tinha sangue judeu". Após os comentários, feitos durante entrevista neste domingo, Lapid convocou o embaixador da Rússia para esclarecimentos e exigiu um pedido formal de desculpas.

Ao canal de notícias italiano Zona Bianca, o ministro de Relações Exteriores da Rússia, Sergei Lavrov, explicava o argumento de "desnazificação" da Ucrânia, usado por Moscou para justificar a invasão do país, apesar de o presidente ucraniano, Volodymyr Zelensky, ser judeu.

"Quando eles dizem 'que tipo de nazificação é essa se somos judeus', bem, acho que Hitler também tinha origens judaicas, então isso não significa nada" disse Lavrov, que acrescentou que "alguns dos piores antissemitas são judeus".

Em publicação no Twitter, Lapid repudiou a fala do ministro russo e afirmou que seus comentários se tratavam de um "terrível erro histórico".

"As observações do ministro das Relações Exteriores Lavrov são uma declaração imperdoável e ultrajante, bem como um terrível erro histórico. Os judeus não se mataram no Holocausto. O nível mais baixo de racismo contra os judeus é acusar os próprios judeus de antissemitismo", escreveu.

Leia Também

O chefe do memorial do Holocausto Yad Vashem, Dani Dayan, também rebateu as declarações de Lavrov, chamando-as de "absurdas, delirantes e perigosas".

"Lavrov lida com a reversão do Holocausto: transformar as vítimas em criminosos, com base na promoção de uma afirmação completamente infundada de que Hitler era descendente de judeus", disse.

Alegações não comprovadas de que o avô paterno de Hitler era judeu são compartilhadas por teóricos da conspiração, embora tenham sido refutadas por historiadores tradicionais. A Alemanha nazista foi responsável pela morte de cerca de seis milhões de judeus durante o Holocausto, na Segunda Guerra Mundial.

Entre no  canal do Último Segundo no Telegram  e veja as principais notícias do dia no Brasil e no Mundo. 



    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários