Lucile Randon, mais conhecida como Irmã Andre, se tornou a mulher mais velha do mundo após a morte de Kane Tanaka
Reprodução / UOL - 10.02.2021
Lucile Randon, mais conhecida como Irmã Andre, se tornou a mulher mais velha do mundo após a morte de Kane Tanaka

A freira francesa Lucile Randon, mais conhecida como Irmã Andre, se tornou a pessoa mais velha do mundo após a morte da japonesa Kane Tanaka, aos 119 anos . A atual detentora do recorde de idade agora quer alcançar o total de anos vividos por Jeanne Calment, que morreu em 1997 em Arles, sul da França, aos 122 anos. A maior idade já registrada para um ser humano.

"Ela costuma dizer que o recorde de Calment está ao alcance. Enquanto estiver na Terra, pode muito bem chegar lá", disse David Tavella, que trabalha na casa de repouso onde vive a freira e acabou se tornando seu confidente.

Irmã Andre diz que o trabalho e cuidado com o próximo foram as duas coisas que a mantiveram ativa por tanto tempo.

"As pessoas dizem que o trabalho mata, para mim o trabalho me manteve viva. Trabalhando até os 108 anos", disse a religiosa em entrevista coletiva realizada na casa de repouso onde vive na cidade de Toulon.

Leia Também

Aos 118 anos, a freira perdeu a visão e usa cadeira de rodas, mas marca presença na missa todas as manhãs com a ajuda de outra freira, irmã Teresa, de 89 anos. Além das orações, os dias da freira são marcados por visitas de outros residentes, funcionários e o trabalho de responder cartas que recebe.

"As pessoas devem ajudar umas às outras e amar umas às outras em vez de odiar. Se compartilhássemos tudo isso, as coisas seriam muito melhores", disse.

— Com informações de agências internacionais

Entre no  canal do Último Segundo no Telegram e veja as principais notícias do dia no Brasil e no Mundo.


    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários