Refugiados ucranianos deixando o país
Reprodução/Twitter Barack Obama - 10.03.2022
Refugiados ucranianos deixando o país

O primeiro-ministro da República Tcheca, Petr Fiala, alertou na última quinta-feira (17) que o país está chegando ao seu limite e não conseguirá mais receber refugiados da Ucrânia .

"Devemos admitir que estamos chegando ao limite do que podemos aceitar sem enfrentar maiores dificuldades", informou Fiala, citado pela agência ucraniana de notícias Unian.

De acordo com o político, a República Tcheca já recebeu 270 mil ucranianos. Além disso, o parlamento tcheco aprovou uma lei que dá aos refugiados 200 euros (cerca de R$ 1,1 mil) por mês e outros 120 euros (por volta de R$ 666) para as famílias que os acolhe.

Embora o país esteja próximo de atingir o limite, Fiala confirmou que a nação seguirá tomando medidas para ajudar a lidar com o alto número de refugiados.

Leia Também

De acordo com modelos anteriores de ondas migratórias, a República Tcheca pode receber um número de refugiados que corresponde a 2% da sua população, o que corresponde a pouco mais de 200 mil pessoas.

Até o momento, a guerra já gerou cerca de 3,3 milhões de refugiados, sendo que mais de dois milhões cruzaram a fronteira com a Polônia, que prepara uma proposta para uma missão de paz da Organização das Nações Unidas na Ucrânia. 

Entre no  canal do Último Segundo no Telegram e veja as principais notícias do dia no Brasil e no Mundo. 

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários