Yevhen Matveyev, prefeito da cidade ucraniana de Dniprorudne
Reprodução / Facebook
Yevhen Matveyev, prefeito da cidade ucraniana de Dniprorudne

Forças russas "sequestraram" o prefeito da cidade de Dniprorudne, no Sul da Ucrânia, segundo disse o ministro das Relações Exteriores da  Ucrânia neste domingo. Na sexta, outro prefeito ucraniano já havia sido preso, de acordo a TV estatal ucraniana.

"Hoje, criminosos de guerra russos sequestraram outro prefeito ucraniano democraticamente eleito, o chefe de Dniprorudne, Yevhen Matveyev. Obtendo zero apoio local, os invasores se voltam para o terror. Apelo a todos os estados e organizações internacionais para que parem o terror russo contra a Ucrânia e a democracia", publicou no Twitter Dmytro Kuleba, ministro das Relações Exteriores da Ucrânia.

A informação do suposto sequestro do prefeito de Dniprorudne ocorre horas após as forças russas terem instalado, segundo a BBC , um novo prefeito na cidade de Melitopol, cujo prefeito também teria sido capturado.

O sequestro do prefeito de Melitopol, divulgado na sexta, levou cerca de 2 mil pessoas a  protestarem no sábado no lado de fora da Prefeitura da cidade que também fica no Sul do país. Um vídeo de câmeras de segurança registrou o momento em que o prefeito, Ivan Fedorov, foi levado para longe de um prédio do governo na cidade por homens armados. Pouco tempo depois, o promotor regional do território separatista de Luhansk , apoiado pela Rússia, alegou que o governante havia cometido crimes de terrorismo e estava sob investigação.

Leia Também

Na noite de sábado, Galina Danilchenko, ex-vereadora de Melitopol, foi anunciada como a nova prefeita na TV local.

Ela pediu aos moradores que não participem do que, segundo ela, são "ações extremistas", de acordo com a BBC . Um toque de recolher foi anunciado na cidade e os protestos proibidos.

Entre no  canal do Último Segundo no Telegram e veja as principais notícias do dia no Brasil e no Mundo.


    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários