Fronteira Polônia Belarus
Reprodução
Fronteira Polônia Belarus

O chefe do comitê militar da Organização do Tratado Atlântico Norte (Otan) informou que deve aumentar a presença militar nos países bálticos e na Polônia caso os  soldados russos continuem em Belarus .

De acordo com a Otan, a Rússia tem 30 mil soldados no local para exercícios militares conjuntos este mês, aumentando as tropas na fronteira da Ucrânia para mais de 100 mil.

Na última semana, os Estados Unidos enviaram três mil soldados para a Romênia e Polônia para reforçar o monitoramento. Além disso, a Alemanha também informou que pretende aumentar a presença militar na Lituânia.

Em entrevista coletiva, o almirante holandês Rob Bauer, que chefia o principal órgão de estratégia militar da Otan, disse que mais deslocamentos militares são possíveis. "Pode haver mudanças no futuro como resultado desses desdobramentos", afirmou.

Leia Também

"Depende muito, é claro, se as tropas russas em Belarus permanecerão em Belarus", acrescentou.

Apesar do aumento da presença militar russa, Moscou informou que não planeja uma invasão da Ucrânia , mas pode tomar uma ação não especificada caso as exigências de segurança não sejam atendidas.

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários